Posts com a TAG ‘expo’

45ª ExpoBicas

Pontos de venda: Bicas (Limão Doce, Sol e Neve e Posto São José), Juiz de Fora (Zé Kodak e Erotikill), São João Nepomuceno (Sol e Neve), Mar de Espanha (Erotikill), Maripá de Minas (Mercado da Terra e Erotikill)

Expô de Maripá

15 anos

Gabrielle, filha de Lucilene Mendonça da Costa Rezende e Evandro Castro Rezende, festejou 15 anos com missa na Capela Santa Rita e recepção no Esporte Clube Biquense.

Feliz, a aniversariante até falou… Fala aí, debutante!

“Nestes 15 anos fui muito feliz! Isso se deve a Deus e a cada pessoa que faz parte da minha história”.

Gabrielle e seus pais – Foto Adelson

Imagens
Expressivas imagens da Expô Bicas 2014 estão todinhas no http://bicasturismo.blogspot.com.br/.

Completa

A programação completa da Expô Bicas 2014 aí está, no riscado…

Expô Bicas

PONTOS DE VENDA: BICAS (PAGUE CERTO E HYPNOSE), JUIZ DE FORA (ÓTICAS KIKA) E SÃO JOÃO NEPOMUCENO (SOL E NEVE)

Shows da Expô – Parte II

André, Leandro e Léo
O melhor sertanejo da região, André, Leandro e Léo realizou apresentação boa demais sô, sacolejando legal como sempre o faz em seus shows.

Luan Santana
Precisar quando a história de Luan Santana começou é tarefa difícil. Nascido 13 de março de 1991, já aos três anos de idade, na sua cidade natal, Campo Grande (MS), ele chamava a atenção da família com os acordes afinados das músicas sertanejas que não parava de cantar. E isso aí, claro, permaneceu com ele e foi aperfeiçoado. O cirurgião-dentista e músico Mariozinho Nascentes, atento ao show, fez sinal de positivo quanto à afinação do cantor.

Luan Santana - Foto Amarildo Mayrink

Rodrigo Lyns
Com 12 anos de carreira, diretamente de São João Nepomuceno, Rodrigo Lyns praticou um sertanejo de boa textura.

Mistura de Raça
Desde 2006 em atividade, o grupo é também conhecido como o “conjunto dos filhos do Quinca”.  É formado por: Vinícius Campos, Vilmara Campos (vocais), Vitinho Cúgola (reco), Gabriel Beck (pandeiro), André Ribeiro (repique de mão), todos do Campo do Leopoldina, local bamba do samba em Bicas. O show foi bastante incrementado, com participações especiais de músicos de JF. Assim sendo, o bom pagode dos meninos realçou mais ainda e tudo transcorreu maravilha.

Mistura de Raça - Foto Kuatru Studio

Sorriso Maroto
O quinteto surgiu em 1997 como uma brincadeira de amigos no bairro Grajaú, Zona Norte do Rio. Desde então, não param de fazer sucesso em todo o país. A maioria das composições é assinada pelos componentes, e a inspiração vem do dia a dia. O grupo está em grande fase e caprichou na apresentação. Na opinião da cantora e compositora Marina Lobo foi o melhor show da exposição.

Sorriso Maroto - Foto Kuatru Studio

Sonora
Johnny Machado (voz e violão) e Claudinei Marques (bateria) se juntaram para montar um “esquema” de barzinho com uma “pegada” de palco. Max Camillo (contrabaixo) foi recrutado na sequencia. Dessa forma, começou a biquense Banda Sonora, em 20 de fevereiro de 1992. A marca principal do trio é não tocar as músicas fielmente ao original, dando nelas um toque especial. Em suma, a banda é influenciada pelos Engenheiros do Hawaii e pelo Capital Inicial. O lance de 3 carinhas, ao vivo, executarem um som bacana e criativo deu liga que só vendo.

Banda Sonora - Foto Kuatru Studio

Help
Da simpática vizinha Pequeri, e com mais de 20 anos de estrada, a Banda Help Show, que viaja por todo o Brasil, tem agenda cheia e adapta o repertório a gosto do freguês. Praticando dance, pop, hip hop, axé, forró, sertanejo, samba, rock e soul, justinhos, alegrou geral.

Banda Help Show - Foto Kuatru Studio

Gusttavo Lima
Era pra ser assim…
Cantor, músico (autodidata) e compositor. Mineiro de Presidente Olegário (MG), toca violão, viola, guitarra, bateria, baixo, sanfona e piano.  Entrou no mercado cheio de gás e é sucesso em todo o Brasil. Mas, foi assim… Não começou 100% e sua voz foi se enfraquecendo durante o show, talvez por ter se apresentado na véspera em São Caetano do Sul (SP), e, no mesmo dia, em Lajes do Muriaé (MG).

Gustavo Lima - Foto Kuatru Studio

Netto & Léo
No início da carreira, a dupla trabalhava todos os ritmos, mas se rendeu de corpo e alma ao sertanejo universitário. Recado dado.

Eterno Aprendiz
A ideia do Eterno Aprendiz surgiu com os amigos Denilson Venturelli (cavaquinho/voz), Denilson Farias (surdo/voz) e Zé Arnaldo (voz/tamborim), em dezembro de 2008. Depois de um tempão conversando sobre a possibilidade de formar um grupo enxuto para tocar “o melhor do samba”, aí está a formação, que, conta igualmente com Lucas Farias (pandeiro) e João Paulo Lanini (violão). Comentário geral, principalmente, dos mais maduros: “Poxa… Faz tempo que não escuto esses sambas tão bonitos… Me lembrei de quase todos…”

Grupo Eterno Aprendiz - Foto Kuatru Studio

Athos
Munido apenas do seu teclado, o biquense Athos Lamha ocupou aquele palcão todo com personalidade, sertanejo bem transado e repertório sensacional. Fechou a festa com boa pegada.

Começou a festa

Epicteto
“Lembrai-vos que em toda festa tendes dois convivas a entreter – o corpo e a alma; e o que dais ao corpo, na realidade, o perdeis. Mas o que dais à alma permanece para sempre.”

Expô Maripá

Dia 30, em Maripá

A 33a Expô Maripá, com direito, igualmente, a Concurso Leiteiro 2012, vai sacudir a pequena Maripá de Minas, de 26 de abril a 1° de maio. Do evento participarão vários artistas de renome nacional, tipo Bonde do Forró, Jeito Moleque, Fabrício e Gabriel, Cézar e Paulinho e o Pastor Lázaro.

Entre os dias 26 e 30 de abril, os shows principais terão inicio a partir da meia noite e, na terça, dia 1° de maio, vão começar a partir das 14h.

Siga…

Dia 26, às 20h, Esgota dos Animas… Às 21h30, Show Gospel com o Pastor Lázaro.

Dia 27, Abertura oficial… Às 08h, 1° ordenhada… Às 20h, 2° ordenhada… A 00h, Show com Cézar e Paulinho… A seguir, Show com o DJ Léo Peres.

Dia 28, às 08h, 3° ordenha… Às 09h, futebol, Maripá de Minas X Angra dos Reis (master)… Às 11h30, União de Fogo X Angra dos Reis… Às 20h, 4° ordenhada… A 00h, Show com Fabrício e Gabriel… A seguir, Show com o Dj Morango.

Dia 29, às 08h, 5° ordenhada… Às 09h, futebol, União de Fogo X Clube dos 40/RJ… Às 11h30, futebol, Cafés X Clube/RJ… Às 20h, 6° ordenhada… A 00h,  Show com Jeito Moleque… A seguir, Show com o DJ Bam Bam Bam.

Dia 30, a 00h, Show com o Bonde do Forró… A seguir, Show com o DJ Scooby.

Dia 01, às 14h, DJ Guilherme Alves… Às 17h, Show com Viola da Terra… Às 19h, Show com Val Dornelas… Às 21h, Show com a Banda NúGrau.

Autor desconhecido
Médium: Divaldo Franco

Aproveite, ainda hoje, a presença e a inspiração de seus Amigos Espirituais e esforce-se para acertar. Mesmo devotados, não se podem deter indefinidamente aguardando por você. E, quanto esteja ao alcance de seu esforço, seja para com os amigos de seu caminho essa mesma indulgência e bondade que são seus Amigos Espirituais em relação a você.

Coluna nº 278

Atualização quinzenal

PEQUERRUCHA 25 ANOS
A CZA vem falar novamente dos 25 anos da Pequerrucha Modas (04 de junho). Dessa vez, com mais detalhes da mágica noite, que, equipada de encantos, levantou o astral dos 400 convidados presentes no salão nobre do Esporte Clube Biquense, decorado com o tema: “As mil e uma noites”.

Os proprietários Beto Alegria, Cristina Rossi, Augusto e Bettina receberam 72 modelos infantis. Charmosos e descontraídos, alegraram bastante o concorrido acontecimento social.

Durante o evento, foi apresentado um telão patrocinado pelo Foto Adelson, grande parceiro da loja ao longo de sua bem sucedida trajetória.

Maria Hudsonina Dias de Castro Sarto e Elvira Maria Rossi Cremonezi, “Mães que brilham”, receberam homenagens especiais. Elas acompanharam, a desfilar, tipo corujas, a passarela dos filhos Graziela Sarto (modelo internacional) e Gabriel Rossi Cremonezzi (fisioterapeuta).

O requintado serviço Martha´s Buffet não poderia deixar de estar presente. Sublinhe-se, também, o fofo bolo confeitado pela panificadora do Supermercado Santa Isabel-Rede OPA.

Pequerrucha Modas, Oi Celular Play (empresário Dener), Lene Cabeleireira, Loja Boa Ydeia (empresária Marluce Araújo), Curso CCAA (empresária Úrsula) etc distribuíram brindes aos convidados.

INTERNACIONAL
Professora da Faculdade Granbery, Tathiana Haddad Guarniere esteve na Holanda participando do curso de verão na Academia de Direito Internacional de Haia.

CAVALGADA
O empresário Marcelo Baptista de Oliveira, quando em vez, larga São Paulo e aparece na Fazenda São Sebastião. No campo, pratica cavalgada e afaga sua bela coleção de equinos.

FORMATURA

Laura Rocha França Machado Veiga (filha de Letícia e Bertoldo Machado Veiga) formou-se em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. A solenidade aconteceu dia 15 de julho no Minascentro, em BH, onde reside.

BATIZADO

Os irmãos Aisha e Kai (filhos de Karina Lamha e Vicente de Deus), residentes em São Francisco, na Califórnia/EUA, foram batizados na Igreja Matriz São José de Bicas, dia 04 de julho.

Eles são netos da dona Carminha Fonseca Lamha e do saudoso Karim Lamha. Os padrinhos foram os tios Carmen Lúcia Lamha (Calu) e Kaique de Deus.

ANIVERSÁRIO
A pequena Helena comemorou 2 anos, dia 18 de julho, na Casa de Festa (Barra da Tijuca, Rio de Janeiro).

Joilson, Kátia (tios), Helena, Fábio, Isa (pais), Anna Lúcia e Raimundo Faria (avós)

INAUGURAÇÃO
A Igreja Nossa Senhora de Fátima do Bananal, inaugurada em 16 de maio, na Fazenda do Bananal, em Bicas, começou a ser construída em maio de 2009. O templo foi idealizado e projetado pela saudosa artista plástica Maria de Fátima Pereira Giannini, falecida em 18 de outubro de 2003.

Desde a escolha do local, bem como o tamanho e estilo (barroco), foram sendo planejados através de pesquisas, buscando-se modelos edificados nas cidades históricas de Minas Gerais, tipo São João Del Rey e Tiradentes.

Grande parte do material aplicado foi cuidadosamente encomendado e fabricado em São João. Portas e janelas caprichadas nos detalhes… Exclusivo sino confeccionado em bronze, com ricas minúcias, incluindo quatro imagens da padroeira… Bonito altar… O retábulo é uma réplica do Solar do Padre Corrêa/Prefeitura de Sabará.

O destaque da fachada está no rico desenho das belas pinturas deixadas pela professora Myrian Giannini Fávero, onde se lê: ¨As flores do seu caminho sorrirão também para mim”.

O piso, todo em granito, buscou acompanhar a distribuição dos bancos, combinando com a tonalidade do material esculpido em madeira e a nave da igreja.

Os bancos, cuidadosamente confeccionados, são dotados de genuflexório, contendo a inscrição: “Oremos In Memoriam”.

No teto, oval, destaca-se os lustres construídos a mão pelo artista santeiro.

Nas laterais, mármores trabalhados artisticamente com cimalha de madeira, tal qual as belas igrejas barrocas e neoclássicas de Minas Gerais.

À esquerda da entrada principal, observa-se, no quadro instalado, o diálogo da Santa com as três crianças, quando de seu aparecimento em Fátima, aldeia portuguesa.

À direita do Altar, a Sagrada Família, representada pela Imagem de São José.

Igreja Nossa Senhora de Fátima do Bananal

Padre Cássio inaugurando a igreja

PRA COMPLETAR
Em 10 de julho, o diácono Jorge Batista celebrou missa na Capela de Nossa Senhora de Fátima do Bananal, onde se encontravam reunidos membros das famílias, Bianco, Giannini e Retto, entre outras.

Na ocasião, o anfitrião Reinaldo Giannini Fávero (com Isabella) recebeu autorização especial do Bispo D. Gil Moreira para participar como Ministro da Eucaristia das celebrações realizadas na capela.

Na sequência, Reinaldo e Isabella receberam os convidados para um delicioso almoço preparado pelo “chef” Tonico Giraldelli, coadjuvado pelos filhos, Aline e Fábio.

A tarde foi animada pelo som do maestro Joel Antunes e dos vocais Monalisa e Nevito, com direito a “canja” da cantora da família, Alzira Bianco.

Dona Lillian Retto Grünewald de Oliveira, em brilhante improviso, cumprimentou Reinaldo pela magnífica obra e agradeceu em nome da família Bianco a excelente recepção.

MODELO

Flash da modelo da agência Élyssé Gabrielle Faria, filha de Fernanda e Balthazar dos Santos Faria Neto

CASAMENTO

Roberta e Rodrigo Sá

DECORAÇÃO
Acompanhados das funcionárias Josiane, Dagma e Gabriele, Marluce Araújo e Magela Granado ergueram brinde ao sucesso da nova loja Boa Ydeia, onde você encontra os mais lindos objetos de decoração…

COLÔNIA DE FÉRIAS
A Colônia de Férias da AABB/Bicas completou 10 anos, em julho, e contou com a participação de mais de 50 crianças que curtiram uma semana de brincadeira, diversão e aventura.

Nesse tempão todo, os professores Flávia Borges, Léo Machado e Solange Freitas estiveram no comando de prazerosos momentos de lazer da criançada.

Especificamente, dia 21 de julho, aconteceu cantoria de parabéns, com a presença de todos os participantes da vez e de convidados especiais (“crianças” que passaram pelas primeiras colônias, algumas delas com mais de 20 aninhos).

Os convivas entraram no clima da festa e relembraram histórias, reviveram momentos, brincaram e foram presenteados com um DVD onde estão gravados os melhores momentos dos 10 anos de história dos encontros.

Fala aí, Solange!

“Foi uma tarde muito divertida para todos eles e muito emocionante e especial para nós…”

Fala aí, Léo!

“Já perdemos a conta de quantas crianças passaram por nós nestes 10 anos, mas, com certeza, cada uma delas faz parte dessa história…”

Fala aí, Flávia!

“É muito gratificante saber que tudo isso valeu a pena…”

Os professores Solange, Flávia e Léo apagando as velinhas

Os convidados especiais

GRANDE EXPÔ
A 40ª Expô Bicas pode-se dizer que foi assim qualquer coisa de muito bom, mantendo aquele pique de grandes shows consagrados nacionalmente. Muita cidade boa da região (essa mesmo que você está pensando) teme em entrar no jogo, com receio do que vão falar politicamente e tal…

Em particular, o pessoal mais moço rodopiou com a dupla Maria Cecília e Rodolfo. Particularmente, também, a CZA não conhecia – nem uma música – mas, gostou do que presenciou. A Banda Eva é aquela parada de levantar poeira que todos conhecem muito bem. O meu querido Zeca Pagodinho, brahma ao lado, mandou bem seus clássicos sensacionais… Coisa “da hora”.

 

“Loucura Maior”, “Zona Blue”, “Leonardo de Freitas e Fabiano”, “Fabrício e Gabriel”, “Akikalô”, “André, Leandro e Léo”, “Fazendo Arte”, “Melhor Assim”, “Mistura de Raça”, “Núgrau” e “Velhos Traços”, seres humanos mais próximos, passaram bem a lição.

FORA O SHOW
As imagens de outrora das tradicionais famílias biquenses oriundas do maior arquivo da história da cidade, jornal “O Municipio”, tão bem dirigido pelo amigo Veiga, proporcionaram chamariz à plateia… Gado parrudo pra quem quisesse apreciar, soltando leite pelas ventas… A CZA gostou da vaca “Polêmica” (HPB), do Fabiano da Silva, primeiro lugar.

BICAS FOGO

Nilton Santos, Said Salomão e o garoto Arthur Longo furaram o bloqueio dos seguranças e entregaram a camisa do fogão ao Zeca

Eles, inclusive, mereceram nota na Coluna Cesar Romero (jornal Tribuna de Minas) do dia 08 de agosto, assim:

“Zeca Pagodinho foi presenteado durante a 40ª Expo Bicas com uma camisa personalizada da torcida Bicas Fogo – A Brahma de Minas, com seu nome nas costas. O sambista, que não costuma receber convidados em seu camarim, foi saudado pelos botafoguenses Nilton Santos, Said Salomão e Arthur Longo.”

EXPÔ Bicas comemora 40 anos em grande estilo
Ao completar 40 anos, a EXPÔ Bicas mostra maturidade e se consagra, a cada ano, como a melhor opção de fim de férias da região. Muitos colaboraram para que a festa maior da cidade chegasse ao estágio de evolução em que se encontra, principalmente no que tange a shows de artistas consagrados nacionalmente. Os esforços da Prefeitura e da P3 Produções e Eventos não foram em vão e, de novo, o brilhantismo do evento encantou a todos.
Fonte: http://www.bicas.mg.gov.br

Coluna nº 205

Atualização quinzenal

FEIRINHA
A prefeitura reformou os balcões de ferro e trocou os toldos de todas as barracas. A oposição diz que não precisava tanto foguete.

A situação digita no teclado que a Feirinha (da rua dos Operários que acontece todo sábado pela manhã) existe há 12 anos e só agora recebeu atenção especial.

CORONEL
Com extensa programação, a EM Coronel Joaquim José de Souza festejou 97 anos, dia 29 de maio. O destaque das comemorações foi o neto do Coronel, Milton Fernando Gomes de Souza.

CASAMENTO
Tathiana Machado Araújo Haddad (filha de Amarílis Machado Araújo e Sydney Jorge Haddad) e Fabrício Oliveira Guarnieri (filho de Marília Bretas de Oliveira Guarnieri e Antônio de Pádua Guarnieri) casaram-se na Igreja do Rosário, em Juiz de Fora.

HISTÓRICO & CAMPAL
O professor de história e geografia, Alex Mendes, levou a garotada da 5ª série do Colégio São José para visitar o Instituto Histórico José Maria Veiga.

Os alunos, entre outras paradas, conheceram a primeira máquina do cinema de Bicas, folhearam o jornal “O Município” e apreciaram uma mostra de artes.

Como o Alex não pára, pra completar, pegou a meninada da 8ª série e se dirigiu à bonita e produtiva Fazenda Engenho da Rainha, onde todos conheceram um pouco da modernização da agricultura na região.

A aula campal foi facilitada pelo administrador Giovane Corrêa Rabelo, que ministrou palestra sobre as intensas atividades da propriedade. De posse dos conhecimentos adquiridos, os estudantes se deleitaram com a beleza do lugar.

CONVITE
Digitalmente, chegou convite de formatura do Curso Normal do Instituto Superior de Educação de Bicas. A colação de grau e o baile, realizados no Esporte Clube Biquense, aconteceram nos dias 13 e 14 de julho.

JÁ?
Rosana Amaral e Francisco Carlos Arruda Abrantes, o Nem, festejaram Bodas de Prata – só com os íntimos – dia 07 de julho, no salão de festas do Condomínio Rezato Fashion, em JF.

Outro dia mesmo, há 25 anos, estávamos no Ritz Hotel, também, em JF, testemunhando a união do casal. Mas, isso aí já é com o Senhor Tempo que, com sua implacabilidade, tudo leva.

Na tela, um bem editado clipe com amigos e familiares mostrou a trajetória de vida do casal.

OS SHOWS DA EXPÔ
Nas linhas abaixo, vai rolar um pouco do que o leitor apreciará na Expo/Bicas/2007, quanto aos principais shows. Textos meio aleatórios, pinçados da internet, sem a preocupação do tipo “falou isso de um, devia ter falado também do outro”.

Assim, quem comparecer aos espetáculos vai estar inteiradão e pode até tirar uma chinfra, dizendo que sabe algo das atrações que vão rolar.

A uns me reporto mais do que a outros, e assim vai… Presta atenção, motivo pelo qual o show vai começar.

FALAMANSA
O Falamansa mostra para todo o Brasil que o forró pé-de-serra veio para ficar. Tato (Ricardo Cruz), Douglas Capaldo (Alemão), André Canônico (Dezinho) e Josivaldo Silva (Valdir) formam uma das bandas de forró mais famosas do Brasil e que se transformou no novo fenômeno da indústria fonográfica nacional.

Só pra se ter uma idéia, antes mesmo do grupo ter gravado o primeiro disco, já existia um CD pirata com o trabalho deles, baseado num show ao vivo. O Falamansa já vendeu 2 milhões de CDs, resultado invejável em qualquer país. Somados aos cds piratas, seriam seis milhões, resultado só atingido pelos grandes astros do pop internacional.

O sucesso veio depois de um encontro com a gravadora Abril Music, em 2000, que resultou no primeiro CD. Mas a história não começou dessa forma, e sim por um acaso. Em 1996 Ricardo Cruz (Tato) saiu de Piracicaba para cursar publicidade em São Paulo. Durante suas viagens a Itaúna, no Espírito Santo, acabou se apaixonando pelo forró. Um dia Tato decidiu inscrever uma composição no Festival de Música da Universidade Mackenzie.

No dia da inscrição entrou numa sala onde todos falavam alto. Calmamente deixou uma fita cassete com a ficha preenchida. Já estava indo embora quando o responsável pela inscrição o chamou perguntando o nome da banda. Falando baixinho disse: Falamansa.

O problema era que o Falamansa ainda não existia. Tato lembrou-se de Alemão que já era amigo dele. Os dois trabalhavam como DJs na casa noturna KVA. Alemão chamou o amigo André Canonico (Dezinho), que tocava triângulo. Um flautista e um baixista juntaram-se a eles e, com apenas dois ensaios, a banda conseguiu o segundo lugar no concurso.

Tato, Alemão e Dezinho foram atrás de um sanfoneiro, e conheceram um dos melhores do país. Tratava-se de Josivaldo Leite (Valdir do Acordeom) que deu a pitada nordestina que faltava. Hoje, o Falamansa é sucesso de público por onde passa e consegue, com êxito, resgatar e quebrar preconceitos em relação a um ritmo típico nordestino, o forró.

BRUNO & MARRONE
Bruno & Marrone comemoram a conquista do Prêmio Tim de Música, categoria truetones, tendo a dupla concorrido com Jota Quest e Vanessa da Mata. As canções que levaram Bruno & Marrone à vitória foram “Choram as rosas”, “Vai dar namoro” e “Te amar foi ilusão”.

Esse prêmio é por causa de a dupla ser a campeã de vendas no mercado fonográfico, não só nos tradicionais CD/DVD, mas, também, em novos caminhos de comércio de músicas em formato digital.

O ECAD divulgou a lista das músicas mais tocadass nas rádios em 2006, e a dupla está nas primeiras posições. Desde 2005, o Conselho Nacional de Combate a Pirataria identificou Bruno & Marrone como líderes de venda de CD/DVD piratas no Brasil.

Há mais de seis anos consecutivos, a dupla aparece entre os cinco maiores vendedores de disco do país, de acordo com a Associação Brasileira de Produtores de Discos.

Quando o assunto é venda de CD/DVDs e músicas em formato digital e, até mesmo pirataria, Bruno & Marrone são imbatíveis.

BANDA EVA
Um dos grupos mais famosos de axé music, a Banda Eva (cujo nome vem da estrada onde o trio elétrico da banda passava: Estrada Velha do Aeroporto) foi criada no início dos anos 90 na Bahia.

Com forte conotação dançante, as músicas do grupo foram incrementadas por coreografias, backing vocals e elementos de cenografia que transformam os shows em espetáculos de pirotecnia.

A fama da Banda Eva foi conquistada com a vocalista Ivete Sangalo, que emplacou sucessos como “Vem, Meu Amor”, “Beleza Rara”, “Arerê”, “Eva” e “Carro Velho”.

Em 1999, Ivete partiu para carreira solo, deixando em seu lugar a cantora Emanuelle Araújo, que, também, já deixou o posto. O atual vocalista da banda é Saulo Fernandes.

PARALAMAS DO SUCESSO
Três rapazes de classe média que tinham em comum o amor pelo rock e pelo reggae/ska – Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone – formaram Os Paralamas do Sucesso no início dos anos 80, inspirados pela sonoridade de grupos como The Police, The Beat e The Specials, que reciclavam os ritmos criados na Jamaica.

Impulsionados pelo talento e pelo interesse no nascente fenômeno do Rock Brasil, logo gravaram o primeiro LP “Cinema Mudo” (83) e estouraram com músicas como “Vital e Sua Moto” e “Patrulha Noturna”.

As incursões pela América Latina, levou o grupo a ser o nome mais reconhecido da música brasileira na década de 90, em países como Argentina, Chile, Uruguai e Venezuela. O sucesso de “Selvagem?” também o credenciou a ser o primeiro de sua geração a participar do festival de Montreux, em 1987, quando aproveitou para fazer uma apresentação no Olympia, de Paris.

A ótima temporada de “Severino” no Brasil confirmou que os Paralamas não precisam de disco nas paradas para atrair público e resolveram lançar “Vamo Batê Lata, Paralamas Ao Vivo”. Acoplado veio um CD bônus com quatro músicas. A explosão de uma delas, “Uma Brasileira”, parceria de Herbert e Carlinhos Brown, com participação de Djavan, levou o trio a fazer muito sucesso.

Uma segunda, “Luiz Inácio (300 picaretas)”, os levaria ao noticiário político depois de serem proibidos de tocá-la num show em Brasília, sob alegação de que feria a honra dos nobres deputados da Câmara. A canção se referia a uma declaração do atual presidente brasileiro, na época deputado federal, de que no Congresso Nacional havia alguns homens honrados e 300 picaretas. Herbert pegou o mote e detonou a classe política da época. Canção por sinal atualíssima.

QUI EST MARIA ISABEL?
Filha de Luiz Abílio Pimenta Alves, ex-prefeito de Pequeri, Maria Isabel é uma bonita e talentosa moça nascida nessa cidade onde estudou o primário e o curso ginasial. Depois, no Rio de Janeiro, trabalhou no Banco Nacional, concluiu o segundo grau, estudou ciências contábeis, marketing e desenho de arquitetura. Eclética, versátil e determinada, ela foi pra Brasília, chegando a ser assistente parlamentar na Câmara dos Deputados.

Em 1991, residindo em Roma, estudou direito e economia na Universidade La Sapienza. Após defender tese sobre a cooperação política entre a América Latina e a Comunidade Européia, ingressou por concurso na organização da comunidade do velho continente, sendo destacada para trabalhar na Bélgica. Em Bruxelas, Maria Isabel Pimenta estudou Ciências Políticas e obteve o título de doutorado, passando a exercer atividades junto ao Parlamento Europeu.

Com tantos títulos e sendo muito querida da população da cidade de Etterbeek, próxima da capital belga, onde reside, candidatou-se ao cargo de vereadora, sendo eleita para a Câmara Municipal, como uma das mais votadas. É preciso dizer mais?

Em julho ela virá ao Brasil, quer rever a família e matar saudades da comunidade onde nasceu. Eis aí uma boa oportunidade para a Câmara Municipal de Pequeri render justa homenagem a tão nobre e espetacular filha da terra que, sozinha, soube vencer com galhardia as vicissitudes da vida.
Fonte: jornal O Município

Arquivos
Categorias