Posts com a TAG ‘biquense’

Escolas de Bicas

Já nos acréscimos do segundo tempo, duas agremiações ainda conseguiram pintar na Passarela do Samba… (Fotos:  Nem Cunha)

Mocidade Independente das Abelhas


Real Biquense

Serginho Monteiro, puxador do samba

Errata (em parte)

A CZA errou ao grafar que a Real Biquense devolveu o imóvel, onde funcionava a quadra, aos herdeiros de José Cúgola. Esse ato ainda não foi efetivado. No mais, a escola cerrou mesmo suas portas. É isso.

Pela ordem

Depois das escolas de samba – pela ordem – Álvaro Dias, Rosa de Ouro e Areião deixarem de existir, agora, chegou a vez da Real Biquense, que, semana passada, aos 35 anos, por intermédio de seus diretores, deu baixa, oficialmente falando, em suas atividades carnavalescas.

Assim sendo, o imóvel onde funcionava a quadra foi devolvido aos herdeiros de José Cúgola, primeiro presidente da escola, juntamente, com os saudosos Filhinho Alhadas e Didito.

Restaram, HV (em coma profundo) e Abelhas (ainda de pé).

Meu Esporte, Minha Vida

A diretoria do Esporte Clube Biquense entregou, dia 28 de agosto, títulos de sócio benemérito a várias pessoas apaixonadas pelo #vermelhoebrancodebicas e que ajudaram financeiramente a instituição. Apaixonadas por que atenderam ao apelo do presidente André Rossi quando, no primeiro ano de mandato da atual diretoria (2007), foi surpreendido com a execução de uma ação judicial contra o clube. Valor de R$250 mil.

Preocupado ao se deparar com a iminência de penhora sobre o patrimônio do clube, Rossi, sem se preocupar com os argumentos da razão, ouviu somente o coração e firmou acordo na justiça, prometendo quitar o débito em 50 prestações de R$5 mil.

Fernando Amaral Ventura, com Gracinha Cúgola (esposa) e Rita Fonseca (diretora do Copeb), foi um dos homenageados com o título de cidadão benemérito

Boletim Informativo
“Sabendo que a receita do clube não cobriria tal valor, criou o projeto intitulado “Meu Esporte, Minha Vida”. Procurou amigos e amantes do clube, oferecendo um título de sócio benemérito a todos que participassem do projeto com a ajuda de R$ 100,00 (cem reais) mensais. O restante do valor completava-se com o dinheiro do clube, proveniente de festas e aluguéis. E foi gratificante. Muitos abraçaram a causa e cumpriram o compromisso. Exatamente no dia 20 de abril de 2015, a última prestação foi quitada, após muita luta, nestes longos anos. O Esporte Clube Biquense está finalmente quite com seus compromissos. Os nomes dos colaboradores constam na placa localizada na secretaria do clube, e os mesmos, numa reunião festiva, receberam seus títulos de sócios beneméritos das mãos dos diretores do Esporte. É importante ressaltar que a diretoria do clube, em momento algum, contou com apoio financeiro político de nossa cidade, durante 8 (oito) anos e 7 (sete) meses de seu mandato.”

Fonte: Boletim Informativo do Esporte Clube Biquense – Agosto de 2015

Mais…
Além do encabeçamento do presidente, o boletim realça a importância de outras pessoas nas conquistas do baeta em obras, aquisições, eventos sociais e esportivos, tipo Paulo Cezar Miranda de Paula (vice-presidente), Renato da Silva Soares (tesoureiro) e Ozório Guarnieri (assessor).

Níver do Baeta

Diretoria e Conselho Deliberativo dadivaram o Esporte Clube Biquense com suas presenças, na noite de 14 de julho, em consideração aos 94 anos de fundação do grêmio.

Fogos pra muitos, mas particularmente para André Rossi, Paulo Cezar de Paula e Renato Soares, mantenedores da peteca no ar.

Renato, Claudinho, Paulo Nunes, Nevito, Noé Fonseca, Paulo Cezar, Fernando Amaral, Milton Alhadas, André (presidente), Neusa Coelho, Laerte Bignoto, Oscar Alhadas, Carlinhos Rezende, Ozorinho, Marcelo Marques, Mané Marques e Lelé - Foto: Anderson Luiz Maia Ferreira

Fala aí, galera!

Mariana Fonseca Rossi
“Viva o Baeta! Parabéns ao meu pai André Luis Dias Rossi e todos da diretoria que não mediram esforços para realizar melhorias necessárias ao clube e tornar o Esporte Clube Biquense num ícone municipal na realizações de encontros políticos e sociais!”

Celita Vieira Araujo Alhadas
“Conheci o Esporte há 40 anos, quando conheci Bicas, e sei que tanto o meu sogro, Sr. Alemão, quanto o meu marido, Milton, sempre se dedicaram muito a ele. Parabéns ao Esporte e que ele continue sempre sendo o nosso clube de coracão.”

Ruimar Bertelli Machado
“Parabéns ao nosso querido Esporte e sua diretoria que cuida muito bem deste nosso patrimônio.”

E os outros?
Chato é não ver o Clube Biquense, e muito menos o Leopoldina AC, com a mesma pujança do Esporte.

Real 2014

A Escola de Samba Real Biquense acionou ‘a força expansiva da água vaporizada’ e escolheu o enredo embalador para o carnaval 2014.

“Lendas & Mistérios de uma Amazônia Real” trará para a avenida toda magia, encanto e beleza da Amazônia.

Fala aí, Renan Ferreira, presidente da Real!

“Já estamos convidando a todos para os nossos ensaios e o maravilhoso desfile… A escola vai entrar quente na avenida, trazendo a tradição, a emoção e a paixão de seus foliões.”

Missa

A Escola de Samba Real Biquense convida a quem interessar possa a participar da missa em devoção a São Jorge Guerreiro.

O encontro religioso será dia 23 de abril, às 19h, na quadra da “Sou azul, vermelho e branco… ô ô ô”, na rua Dona Miquelina.

Nova diretoria
Falar assim é dizer que a galera da escola já escolheu a nova diretoria. O caso foi resolvido com a apresentação de chapa única encabeçada por Renan de Assis Ferreira.

No mais, sublinhe-se os demais: Celita Vieira Alhadas (vice), Maria Imaculada Alhadas Gomes, Josemar Francisco Trigo (secretários), Lucimar Dias Nunes, Rita de Cássia Ferreira Jorge Fonseca (tesoureiras), Adriana Rodrigues Fernandes (diretora de Alas), Sergio Monteiro Neves, Ernani da Silva Almeida (diretores de bateria), Eder Silva Monteiro (diretor de Harmonia), Dirce Cremonezi  (diretora  de Fantasias), Paulo Nunes (diretor de Patrimônio) e Ubiratam Carlos da Cruz (carnavalesco).

Fala aí, Renan!

“Agradeço a missão a mim confiada e peço empenho a todos aos eventos e atividades do decorrer do ano. Agradeço, ainda, a oportunidade que tive de trabalhar com essa equipe no último carnaval, estando pronto para assumir a batalha. Que venha o carnaval 2014… Estaremos preparados para fazer o nosso melhor.”

Formatura

Bárbara (filha de Scheyla e Gladston Cunto Sobrinho) colou grau em medicina pela Suprema/JF.

A nova média é neta de Célia e Jayme Florentino de Souza… Maria José e Jayme Sobrinho.

Bárbara Souza Cunto Sobrinho

Real 33
O jovem Renan Ferreira, apaixonado e ativo diretor da Real Biquense, lembra que a escola completará domingo agora, 24 de fevereiro, 33 anos de muito samba e alegria.

Fala aí, Renan!

“O presidente Bira e os diretores da Real saúdam a todos que por lá passaram deixando sua marca, seu carinho e seu comprometimento.”

Real 2013

O grito de guerra é o seguinte: “Alô, Bicas… Alô nação azul, vermelho e branco… Quem quiser desfilar na Real Biquense está convidado. Tem vaga pra todo mundo”, grita unissonante a diretoria.

Os interessados podem procurar o Bira, o Paulo Nunes ou o Renan na quadra (rua Dona Mequelina), todos os dias, a partir das 13h.

Samba da Real 2013
Autor: Jânio
Puxador: Banha

Clareou
Um azul no céu se fez
Dama da noite vem nos embalar
Cantando
Histórias e recordações
Que atravessam gerações
Neste mundo que meu Deus criou ô ô

Real mensageira da alegria
A história vem mostrar
Em gesto de grande esplendor
A lua que o sol beijou

Eu quero ver
A lua cheia que se transformou
Vitória-régia que Naiá sonhou
Recriando ilusões

Estrela real cheia de luz
Conduz o nosso carnaval ê ê

Quará quá quá tô rindo à-toa
A nossa escola trouxe o céu pra rua
Real nasceu virada pra lua

Virada

O réveillon do Esporte Clube Biquense pegou que tá pegado e ninguém tasca… Assim, como diria o saudoso pensador Quinca do Nico Mamede: “Mais uma vez, ficou lestrete pra caramboleishow”.

Um “virado” de idades não está deixando de comparecer, todo ano, ao vermelho e branco mais famoso da cidade, presidido pelo André Rossi, que tem oferecido, direto e reto, Marcelo Zampa Banda e Martha’s Buffet para a alegria da geral.

Thaís Lamha e André Croci

Valeska Penchel, Jô Padula e Áttica Penchel

Thaís de Oliveira Batista, Vera Rossi e Regina Croce

Douglas Ferreira, Rosana Stephani, Elisângela Massucati, Emerson Massucati, Janaína Ferreira e Luiz Cláudio Alhadas

Lia Moreira, Laura Lagrota e Hélio Moreira Júnior

Larissa Carrara, Thaise Rocha, Daniele Zambone, Karine Esteves, Dani Rocha e Sâmyla Aquino

Arquivos
Categorias