Arquivo março, 2011

Coluna nº 292

Atualização quinzenal

95 ANOS
Né mole não, minha gente… No entanto, com muita labuta e sem fraquejar, o jornal O Município vai completar, com o luxuoso auxílio divino, 95 anos de existência, dia 29 de abril. No entanto, a comemoração será no sábado, 30 de abril, às 22h30, ao som da afinada Orquestra Além Paraíba e ao sabor das delícias do Martha’s Buffet.

A iniciativa de festejar o níver em Pequeri partiu do prefeito Raul Salles, apoiado pelo Toni Pimenta Alves, presidente do Clube Social Pequeriense, local do evento.
Na balada, serão homenageados a direção do jornal (José Maria Machado Veiga e d. Conceição Machado Veiga) e o jornalista responsável (Cesar Romero G. Correa, titular da festejada coluna “Cesar Romero”, do jornal juiz-forano Tribuna de Minas).

As reservas podem ser feitas pelos telefones (32) 3278-1368, (32) 8404-8568 (Toni), (32) 3278-1591 (Rita).

TUDO A VER
Pequeri e “O Municipio”: tudo a ver… Não só pelo fato de a cidade estar sempre em destaque nas páginas, mas, principalmente, por um elo histórico. Entretanto, isso é papo mais profundo, coisa para intelectual, coisa para o jornalista e escritor Julio C. Vanni…

Fala aí, professor Vanni!

“Uma lei municipal autorizou a Prefeitura de Pequeri a patrocinar, no corrente ano, os 95 anos de existência do jornal O Municipio. As comemorações acontecerão no dia 30 de abril. A importância desse jornal está no fato de conter nele, ao longo de quase um século, as principais notícias da Comarca e da vida política do município, lembrando que até 1953, Pequeri foi distrito de Bicas. Por conseguinte, boa parte da história de Pequeri está registrada no valioso jornal, que continua a servir à Comarca e aos municípios vizinhos dentro de um padrão de qualidade que o coloca na rol dos melhores jornais do interior de Minas Gerais.”

CHÁ
O Centro Espírita Francisco de Assis vai receber para chá fraterno, dia 22 de maio, às 17h, no Clube Biquense. A entrada vale oito reais e pode ser adquirida com os trabalhadores do lugar.

Você também pode colaborar com doações em dinheiro, em produtos ou ajudando com o seu trabalho… Existem muitos itens a serem cumpridos e muito trabalho a ser realizado… Cada um pode colaborar de acordo com a sua disponibilidade… Quanto mais pessoas se envolverem no movimento, melhor ele fica a cada ano… Quem não puder colaborar materialmente ou com trabalho, vibre positivamente para que tudo corra da melhor forma possível… Divulgue o evento!

O valor arrecadado vai ser utilizado nas várias atividades realizadas pela casa espírita, como aulas de evangelização, assistência social (cesta básica em média a 50 famílias), obra do berço (gestantes carentes), bazar, sopa fraterna, aulas de artesanato etc. Colabore com esse trabalhão de amor e caridade!

PALESTRAS
Falar assim é dizer que o Centro Espírita Francisco de Assis (rua Dona Ana nº 105, Bicas), aniversariando 84 anos, vai promover palestras comemorativas, em abril, sempre, às 20h.

Dia 4, Marcos Vinicius (de Santos Dumont)… Dia 11, Nil (de Bicas)… Dia 18, Regina Mendes (de Juiz de Fora)… Dia 25, Fernando Emílio (de Juiz de Fora).

FLAT PRATA
A república feminina Flat Residencial Prata, inaugurada a pouco, oferece, para conforto e bem-estar, uma completa estrutura moderna bem no centrão de JF, na rua Halfeld nº 265.

Detalhe: homem lá não passa da portaria e os serviços são prestados por mulheres.

Acompanhe alguns lances que são disponibilizados para o mulherio… Água, luz, condomínio, IPTU e gás… Quartos para 2 ou 3 mulheres… Camas, beliches e guarda-roupas individualizados… Computadores conectados à internet de alta velocidade… Sala de TV (com SKY, DVD e TV de 32″)… Cozinha (fogões, geladeiras, freezeres, micro-ondas, liquidificadores etc.)… Lavanderia completa (máquinas de lavar, ferros, tanques e amplo varal)… Funcionárias responsáveis pela limpeza geral… Segurança 24horas (Sistema de monitoramento por câmeras das áreas de acesso e comum)… Porteiro 24 horas… Próximo ao restaurante popular… Ao lado do flat, novas instalações do Comando da Polícia Militar.
Mais informações: (32) 3237-9543 ou http://www.flatresidencialprata.com.br.

Ficaram noivos, em Belo Horizonte, Fernando Santos Salles (filho de Patrícia Dias dos Santos Salles e Fernando Moreira Salles) e Laura Rocha França Machado Veiga (filha de Letícia Rocha França Machado Veiga e Bertoldo Machado Veiga).

Bodas de Ouro - Na intimidade da família, com os filhos, netos, genro e nora, Lucy Barreto da Silva Soares e Adalberto Motta Soares completaram 50 anos de casados


ANIVERSÁRIO

Dayse Retto Grünewald comemorou 80 anos, dia 6 de março, em Bicas, na residência de sua irmã Myrian Grünewald Cúrzio. O almoço (churrasco), restrito aos familiares, foi organizado pelo sobrinho Dalton Curzio Filho (Daltinho).

Na imagem, as irmãs Myrian, Dayse e Lillian

 

Pela Faculdade Machado Sobrinho/JF, Mário Perón de Oliveira (filho de Judith M. Perón de Oliveira e Gilmar Gomes de Oliveira) formou-se em Ciências Contábeis.

Pelo Centro de Ensino Superior/JF, Laísa Galil Guilhermino (filha de Cláudia Galil Guilhermino e João Batista Guilhermino) formou-se em Arquitetura e Urbanismo.


MAIS MEDALHA

O mesatenista Alexandre Ank, representante da AABB/JF na Copa Brasil Sul-Sudeste de Tênis de Mesa Adaptado, recebeu homenagem, em 25 de março, na sede da associação.

Ank voltou do trampo, jogado no Rio de Janeiro, com duas medalhas de ouro (classe 4 individual e ranking paraolímpico).

CD
João Paulo Lanini Mariano está com um projeto para gravar CD com músicas da doutrina espírita, resgatando as obras de João Cabete (http://www.mofra.org.br/Biografias/cabete/). Tudo que for arrecadado será distribuído às obras assistenciais de várias casas espíritas.

O lance amadurece, há um ano, com a elaboração dos arranjos. Pra ficar mais chique, as músicas vão ser gravadas em versões instrumentais em uma linha única de violão com cordas de nylon.

Fala aí, João!

“Graças a Deus, as notícias que recebemos da ‘galera lá de cima’ é que tudo realmente precisa acontecer e que o apoio vem sendo dado, o que aumenta ainda mais nossa expectativa e responsabilidade em veicular a mensagem de Jesus.”

Muitas pessoas de peso apóiam o movimento nobre e elevado do JP, tipo a família do compositor homenageado e o músico Emmerson Nogueira, que está produzindo o CD e disponibilizou seu estúdio a bom preço. Sublinhar, ainda, a elaboração visual gratuita realizada pelo “Studio Arbex”.

No entanto, pra continuar caminhando, o idealizador precisa captar recursos, e, para tanto, vai promover apresentação espírita desenvolvida por Denis Soares, parceiro da dupla Tim e Vanessa, entre outros. Envolventes músicas tocadas nas casas espíritas são de autoria do Soares e do Cabete.

Dados do evento… Viajante do Universo Denis Soares entre Amigos… Sábado, 9 de abril, às 20h30… Anfiteatro do SESC (Av. Barão do Rio Branco nº 3.090, JF)… Ingressos: Livraria Espírita Cristã (Galeria Constança Valadares nº 16/18, JF, (32) 3215-0094, dez reais (antecipados), dezesseis reais (no dia)… http://www.viajantedouniverso.org.br.

EI-LO
Acesse http://www.youtube.com/watch?v=x7DUVFRzJNo e curta os harmoniosos dedilhos de João Paulo apresentados na 1ª Mostra de Músicas Espíritas de Leopoldina. A música é “Fim dos Tempos”, de João Cabete.

HERDEIRO
Heloisa Vaz de Mello, Lígia e Wagner Barreto festejando o nascimento da neta Júlia, filha de Paloma e Wagner Barreto Neto.
Fonte: jornal Tribuna de Minas – Coluna Cesar Romero – 24/03/2011

CANA
As fotos do Bloco da Cana chegaram até a CZA um pouco depois e não deu para introduzi-las (“de acordo”) na coluna anterior. Só que, o “furacão da salaiada” não pode ficar de fora da cobertura do Carnaval biquense 2011 e recebe aqui tratamento particular. Siga… com o Foto Adelson…

O Caveirão se preparando na concentração

No carro alegórico principal, Honório de Oliveira (camisa branca), Wolney Sarto (camisa amarela), Marquinhos Abrantes (vestido preto), Moacyrzinho (vestido roxo) e Fernando do Joca (vestido estampado)

O trio Dance House embalando a multidão


CACOS DE HISTÓRIA E MEMÓRIA DE BICAS – 55

José Apolinário da Silva, José Arezzo, José Batista Vieira e José Bertelli
José Luiz Machado Rodrigues (Luja Machado)

Rua JOSÉ APOLINÁRIO DA SILVA – Este foi o nome escolhido pela Lei nº 1336, de 01.06.2007, para a rua “J”, que liga a Avenida do Contorno à Rua José Baptista Vieira, no Bairro Edgar Antonio Moreira. Sobre José Apolinário nada se conseguiu apurar além do contido no art. 2º da citada lei que informa ser o nome escolhido para o logradouro “uma justa homenagem ao cidadão pelos relevantes serviços prestados ao município”.

A segunda rua de hoje é a que recebeu o nome de VEREADOR JOSÉ AREZZO. Ela aparece na “Denominação a Logradouro Público – 1949/2005, da Câmara Municipal” como tendo sido oficializada pela Lei nº 198, de 03.11.59. Ocorre que, nos mapas consultados, não se localizou esta via. Tudo indica que o poder legislativo, como em inúmeros outros casos, prestou a homenagem e deixou por conta do executivo a indicação do logradouro a ser nominado, o que efetivamente não ocorreu. Quanto à pessoa de José Arezzo, sabe-se que era ferroviário por profissão e um dos mais apaixonados desportistas de Bicas. Atuou e dirigiu diversas equipes. Como político, elegeu-se para o cargo de vereador, em 1947. Quanto à família Arezzo é sabido tratar-se de mais uma das muitas de origem italiana que habitam a cidade. Para Ciro Mioranza, em seu Dicionário de Sobrenomes Italianos, o sobrenome Arezzo é oriundo da cidade toscana de Arezzo, cuja origem histórica e lingüística é anterior ao latim. Remonta a uma raiz “arra” que não é etrusca, que ele supõe ser indo-européia e de difícil interpretação.

Com o advento da Lei nº 1323, 05.03.2007, a rua “M”, do Bairro Edgar Antonio Moreira, passou a chamar-se Rua JOSÉ BAPTISTA VIEIRA. Segundo o diploma legal esta via tem início na Rua Prefeito Oliveira Souza e término na Rua Fritz Granado. Como curiosidade registra-se que a Lei nº 1326, de 03.04.2007, também, trata da mesma homenagem. José Baptista Vieira nasceu a 11.02.1917, em Bicas. Filho de Posidônio Baptista Vieira e Maria de Jesus Vieira. Casou-se com Flor de Lis Motta Vieira, com quem teve os filhos José Alberto e Paulo César Motta Vieira. Residia na Rua Morvam Dias de Figueiredo (Rua da Caixa). Era ferroviário por profissão e um apaixonado pelo Esporte Clube Biquense, onde atuou como jogador, treinador e destacado colaborador. Era irmão do ex-prefeito Nilson Baptista Vieira, também, homenageado em logradouro da cidade.

E o Cacos de História e Memória de hoje termina com a Rua JOSÉ BETELLI, via que liga a Avenida Governador Valadares à Rua “E”, no Bairro Santa Terezinha. José Bertelli nasceu a 06.08.1914, em Bicas, filho de Cristiano de Bortolo Bertelli e Maria Virgínia Bertelli. Casou-se, em 03.09.38, com Ercília Rocha Bertelli (n. 10.12.1920), filha de Horácio Rocha e Olympia Grassano Rocha. José e Ercília não deixaram descendentes. Faleceu em 1976. Trabalhou como funcionário da Rede Ferroviária na função de maquinista.

Coluna nº 291

Atualização quinzenal

MESA
A nova Mesa Diretora da Câmara Municipal encontra-se em plena atuação em prol da população biquense.

Presidente: Maria Elizabeth Gouvêa Silva (PSDB), vice-presidente: Gilson de Souza Mattos (DEM), 1º secretário: Aloysio Barbosa Borges (PT), 2º secretário: Erivelton Florenzano de Souza (PR).

AMARELINHA
A Escola Amarelinha completou, em 8 de fevereiro, doze anos… Uma história construída com tradição, dedicação, qualidade de ensino e, acima de tudo, muito amor.

O turno matutino comemorou a data promovendo a sua tradicional eleição para representante de turma. Os candidatos Victor Soares, Rachel Penchel Calil, Maria Eduarda, Igor Longo, Fernando Sales, Mateus Novaes e Vinicius Sales explanaram suas propostas com muito comprometimento.

Eleitas, Rachel Penchel Calil, tendo como vice, Maria Eduarda, já estão providenciando cantinhos de leitura em todas as salas, como foi prometido na campanha. Assumiram, ainda, fazer um bom trabalho com o apoio dos colegas e a equipe da escola.

Já o turno vespertino recebeu as bençãos do padre Cássio, que parabenizou a escola por ser exemplo de educação e amor ao próximo.

Alice de Oliveira Filgueiras (filha de Maria José de Oliveira Filgueiras e José Wilson Motta Filgueiras) formou-se em Psicologia pelo CES/JF.

Natália Marôcco de Souza (filha de Cilene Araújo Marôcco de Souza e José Bráulio Rocha de Souza) formou-se em Odontologia pela UFJF.

Nayara Costa Rezende (filha de Waldete Costa Rezende e Antônio José Rezende) formou-se em Nutrição pela UNIPAC/JF.

ANIVERSÁRIO

José Maria Ferreira da Cunha, o Zé Pintinho (de camisa azul), comemorou, em família, 70 anos, dia 26 de janeiro

CAMPEÃO
A equipe do Complexo Info-Bicas venceu o Campeonato de Futsal de Férias 2011, realizado no Esporte Clube Biquense, ficando o time Ferragens Filgueiras em segundo lugar.

No placar das finais, restou marcado: 7 a 6 e 9 a 8… Na artilharia, Marcos Vinicus de Mendonça (Chiqueirinho), do Complexo Info-Bicas, 15 gols… Como goleiro menos vazado, Josimar de Souza Silva, da Ferragens Filgueiras… As partidas tiveram a média de 3 gols cada… Os troféus levaram os nomes dos saudosos: Paulo Cesar Motta Vieira (campeão) e José Maria Guarnieri (vice).

Zé Orlando, Vinicius, Pedro, Digão, Leo, Danilo, Otavio, Altair (homenageado), Margarida, Fabiano, Raniel, Michelzinho, Lu e Chiqueirinho

SOCIAL
O Banco Itaú, por intermédio do Itaú Social, doou ao Hospital São José uma cama cirúrgica no valor de onze mil e quinhentos reais.

Lembre-se que o primeiro atendimento de urgência será sempre nessa casa de socorro de Bicas. Então, ajude também.

Os gerentes Fabricia Tavares Vieira e Agnaldo de Alencar Lopes entregando a carta de intenção da doação ao provedor Célio Mattos

Presenças no ato: Honório de Oliveira (prefeito), Célio, João Jorge Paiva Ribeiro (vice-provedor), Celita Alhadas (secretária de Fazenda), Fabricia e Agnaldo.

FESTA SURPRESA
A Pousada Casa Velha, em Pequeri, foi cenário da festa surpresa para brindar o aniversário do prefeito Raul Salles, um dos mais atuantes da Zona da Mata.

Na lista de presenças, entre outros, Maria Lúcia e Mauro Jardim Quinet de Andrade, José Arbex, Renê Cozac, José Maria Veiga, Ronaldo Granato Matta, o jornalista Wilson Cid, os ex-prefeitos de Pequeri, Edson Pires de Mendonça e José Vicente Daniel, o prefeito de Bicas, Honório de Oliveira (com Rosina) e Joaquim Simeão de Faria (com Suyan).
Fonte: jornal Tribuna de Minas – Coluna Cesar Romero – 04/03/2010

DIA
A festa, organizada pelos secretários Fabrício e Denilson, aconteceu dia 2 de março e, claro, teve som de raiz com o Grupo Eterno Aprendiz, já que o aniversariante é chegadíssimo num samba de primeira qualidade.

Quem deu canja por lá foi o ex-prefeito Edson, bonita voz do excelente Grupo Epocler, também, de Pequeri.

Bicas Carnaval 2011: tradição, beleza e qualidade
Bicas não foi exceção e a chuva que caiu, por praticamente todo o Brasil, também, esteve presente no Carnaval 2011. No entanto, ela não tirou a animação dos foliões que optaram em curtir a boa folia biquense.

A empolgação do Bloco da Cana, a torcida apaixonada do Bloco do Urubu, a inovação do Carna Brahma, a vibração com os shows, a multidão de pessoas que se juntaram ao Bloco H2O, a beleza das escolas de samba, a criatividade dos blocos, a qualidade da estrutura e a segurança etc, etc confirmaram a tradição de um dos melhores carnavais do interior mineiro.

Tudo isso, graças ao empenho do prefeito Honório de Oliveira, do secretário de Cultura, Alex Mendes, da Polícia Militar e de várias secretarias que se aliaram para a realização da maior festa popular do país.
Fonte: http://www.bicas.mg.gov.br

HOMENAGEM
Cumprindo “em cima” a Programação Oficial do Carnaval de Bicas, na segunda-feira, à tarde, a prefeitura homenageou o grande Zé Kodak, o melhor folião biquense-juiz-forano-zona-da-mata-minas-gerais-brasil.

Antes da boa apresentação da Banda Daki, os arredores do Bar do Canjica não se conteve em animação para recepcionar o General da Banda.

Amigos, colegas, fantasias, alegorias, adereços, danças, confetes e serpentinas povoaram o entorno da “Praça é Nossa” e deram vivas e mais vivas ao homenageado.

Na recepção ao Zé, Cezar Prata, Maida Brilhante Prata, Vânia de Landa, Eliane Granato, Cesar Romero e Zé Arnaldo

Elizabeth Ank, Ronaldo Lamha, Zé Arnaldo, Zé Kodak e Abud Mendonça

Apreciando os acontecimentos, diretamente do Bar do Canjica, Lúcio Flavio Borges, Maico Brilhante Felipe e Geraldo Carnaúba

VERMELHO E BRANCO

No excelente e prestigiado Baile do Vermelho e Branco do Esporte Clube Biquense, Luciano Galil e Cláudia Ricardo Mattos

Moçada bonita enfeitando o Baetão

CARNAVAL DE RUA

Pedrinho, Helinho Lamarca, Giovanni e a turma toda combinam bem com churrasco e cerveja

O prefeito Honório de Oliveira entregando a chave da cidade ao rei Rogério

Rei Rogério, Alex Mendes e a rainha Aline

Concentração do Bloco H2O

"Ronaldinho Gaúcho" marcou presença no Bloco do Urubu

A "urubuzada" lotou a avenida

ESCOLAS DE SAMBA
Bicas / Fotos: Amarildo Mayrink / http://bicasturismo.blogspot.com

MOCIDADE INDEPENDENTE DAS ABELHAS
Enredo: “Contando a saga dos pampas, Abelha traz o Rio Grande do Sul”


REAL BIQUENSE

Enredo: “Gente que faz”


UNIDOS DO HV

Enredo: “Ô abre alas que o HV vai passar – Marchinhas de Carnaval”

Chuva não atrapalhou animação do carnaval de Pequeri
O Carnaval 2011 foi marcado por muita chuva em vários estados do país, sobretudo em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Mas quem pensa que o folião ficou em casa está enganado, pelo menos não os foliões de Pequeri. A cidade situada na zona da mata mineira já tem o seu carnaval com um dos mais tradicionais e animados da região, recebendo muitos turistas, sobretudo do Rio de Janeiro.

De acordo com os organizadores do Carnaval, a festa mais popular do Brasil foi marcada por muita animação. “Mesmo com a chuva, o carnaval não perdeu a animação. A cidade ficou cheia e recebeu muitos turistas. O pessoal pulou carnaval mesmo na chuva”, ressalta o secretário Fabrício Costa Garcia.

O Carnaval premiou os blocos e os foliões mais animados. O Grupo da Feliz Idade recebeu uma premiação especial pela participação tão animada no carnaval. O bloco “Os Recicláveis” ganhou o prêmio de mais animado. O segundo lugar ficou com o bloco “Os Tostes”. O bloco revelação foi o “Tudo Azul”, o folião mais animado foi o Afrânio e a foliã mais animada, Adriana.

Um grande destaque no carnaval de Pequeri foi a matinê. Por conta da chuva, a prefeitura fez a matinê em uma tenda, o que proporcionou à criançada pular e brincar a vontade, sem se preocupar com a chuva. O palhaço Beto Alegria foi o responsável pela animação e brincadeiras.

O Carnaval em Pequeri deixou gostinho de quero mais e mostrou mais uma vez por que é um dos melhores da região. Para 2012, os foliões podem esperar uma festa ainda mais bonita e animada.
Fonte: http://www.pequeri.mg.gov.br

CACOS DE HISTÓRIA E MEMÓRIA DE BICAS – 54
João Salles de Almeida, Joaquim F. Alhadas e José de Almeida Salles
José Luiz Machado Rodrigues (Luja Machado)

JOÃO SALLES DE ALMEIDA é o nome da via que faz a ligação da Rua Santa Tereza com a Rua Coronel Francisco Salles, no Bairro Viúva Salles. A oficialização desta designação deu-se a partir da Lei nº 195, de 04.07.59. Dercyr Ranna, de saudosa memória, afirmava que João Salles de Almeida era um dos filhos do primeiro casamento de Francisco Salles de Almeida, o Chico Salles, proprietário de uma grande lavoura de café que existia no atual bairro Viúva Salles. João, como o seu pai, era fazendeiro e mais tarde exerceu a profissão de taxista. Como curiosidade, a cerca do sobrenome “de Salles” conta Julio Cezar Sales Moreira que ele pode ter origem em São Francisco de Salles. Cita como exemplo o caso de um antepassado seu, Manoel de Salles de Almeida Ramos (1835 / 1891), que por ter nascido no dia 29 de janeiro, dia de São Francisco de Salles, recebeu o “de Salles” em homenagem ao santo e passou aos seus filhos este nome próprio como sendo sobrenome, abandonando a referência à família “Ramos”.

A via que tem início na Rua Melo Viana e encontra a Rua Garcia Passos recebeu o nome de JOAQUIM FERNANDES ALHADAS através da Lei nº 159, de 04.07.59. É a via onde está localizada a sede municipal da COPASA. Joaquim Fernandes Alhadas era casado com Izaura Rocha Alhadas (1921-1999). Foi o fundador do bloco carnavalesco “Caninha Verde” que desfilou nos idos de 1930. Era construtor e irmão do imigrante português, Antonio Fernandes Alhadas que foi casado com Dona Miquelina Roque Alhadas, cujo nome é lembrado em outra rua da cidade.

JOSÉ DE ALMEIDA SALLES é o nome dado à rua sem saída que parte da Rua Paulino de S. Ramos e atravessa o córrego, no Bairro Alto das Brisas. Dela não se tem o documento de oficialização do nome. Sobre o homenageado sabe-se, apenas, que José de Almeida Salles era fazendeiro.

Coluna nº 290

Atualização quinzenal

BENEFÍCIOS ASSCOM
Cursos de capacitação profissional em parceria com conceituadas instituições, destacando o SEBRAE, SENAR, SENAC… UNIMED Regional e UNIMED Estadual com Plano Odontológico Unimed (preço indiscutivelmente mais barato)…. Assessoria Jurídica Federaminas, gratuita, na área jurídica e comercial… SRC (Serviço de Recuperação de Crédito) que trabalha na recuperação de débitos pendentes e do seu cliente inadimplente… Seguro de vida, de veículos, de imóveis, em parceria com a empresa Iung & Assis… BDMG oferecendo soluções financeiras para empreendimentos de todos os portes… Correspondente Bancário Negocial da Caixa (facilidade na abertura de contas e empréstimos)… SPC e SERASA: importante ferramenta de trabalho para o empresário…. O Boletim Informativo ASSCOM e o site http://www.asscombicas.com.br têm por objetivo manter os associados atualizados… Banco de Talentos disponibilizando aos parceiros e associados currículos com candidatos selecionados e qualificados para o mercado de trabalho…. Campanhas promocionais envolvendo toda a comunidade e promovendo o comércio…. O Cartão Benefícios ASSCOM/Sysprodata tem como objetivo fazer com que o capital se concentre na cidade, incentivando e fortalecendo o comércio local…. Representatividade: constante atuação e participação em eventos governamentais e não-governamentais, sempre em defesa dos associados e da comunidade… Depois de tudo, pergunta-se: Por que você ainda não é sócio da Asscom?

EXPÔ BANDA DAKI
Dia 22 de fevereiro, às 20h30, cheio de marchinhas, confetes e serpentinas, aconteceu, na Galeria de Arte, do Forum da Cultura, em JF, a inauguração da mostra de 15 mil fotografias da Banda Daki. (Imagens que são apenas parte do acervo do conjunto.)

- E o homenageado foi quem? Foi quem?
- Zé Kodak, responsável pela banda e folião desde a criação do grêmio.

A mostra, com entrada franca, vai até 13 de março, de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h30.

Fala aí, José Luiz Ribeiro, organizador da exposição!

“A seleção de fotografias apresenta a mostra em três vertentes: a primeira faz uma grande homenagem ao Zé Kodak, um homem que sempre persistiu e continua persistindo na manutenção dessa expressão cultural de Juiz de Fora. A segunda lança o olhar para detalhes instantâneos de foliões na sua alegria carnavalesca, fantasiados com personagens comuns e inusitados, times de futebol, homens vestidos de mulheres, entre outros. Por último, fazemos um resgate da diversão em grupos. Formamos, assim, um painel que é a própria estrutura carnavalesca”.

A BANDA
A Banda Daki nasceu como Bloco do São Roque, em 1972, por iniciativa de uma turma de universitários que residia no Largo do São Roque. Com o tempo e a adesão cada vez maior dos foliões, o bloco cresceu e passou a banda, recebendo o “Daki” para não se caracterizar como pertencente a somente uma determinada região, mas a toda cidade.

Em 2004, a Banda Daki foi tombada pelo município como patrimônio cultural da cidade.

Atualmente, o desfile reúne em média 80 mil pessoas em torno de um trio elétrico, com aproximadamente 20 músicos, cantando marchinhas de Carnaval. A concentração continua sendo no Largo do São Roque e desce a Avenida Rio Branco.

ATRAÇÃO
E é essa imperdível atração que estará presente no Carnaval de Bicas, na segunda-feira, ao meio-dia. Com ela, um arrastão de blocos, grupos, conjuntos, Domésticas de Luxo, Isabelita dos Patins etc.

Zé Kodak, o general da banda

H2O
O Bloco H2O adentra ao circo biquense repleto de “guéri-guéri”. Da feita, trocou o dia do desfile de sábado para terça-feira, a fim de aplaudir o Dia Internacional da Mulher, que cai no último dia da folia. A agremiação, sigilosamente, prepara um “Pluft” para todas elas que se achegarem na passarela da folia.

A presidente do cortejo, Celita Alhadas, filosofa, cheia de empolgação: “Foi maravilhoso trocarmos o dia do desfile só para homenagear as mulheres. Será uma forma de agradecer e brindar essa data tão especial para todas nós mulheres. Afinal, como disse Rousseau, ‘As mulheres constituem a metade mais bela do mundo’.”

NANA
Em entrevista dada ao jornal O Globo, Nana Caymmi falou da sua feliz infância vivida em Pequeri ao lado do pai, Dorival Caymmi.

Falar assim é dizer que a cantora vai passar o Carnaval na cidade do prefeito Raul Salles e poderá curtir os shows do Eterno Aprendiz.

As apresentações vão acontecer na segunda e na terça, das 16h às 19h.

ÁGUA DE COCO
Pra quem não ouviu o rufar dos tambores, ontem, pode crer que a parte alta entrou em polvorosa, atacando de “2ª Micareta do Bar Água de Coco”, com direito a bloco “camisado”, falta de energia e chuva pra caramba.

As baterias do HV e da Real batucaram “de com força”, esquentando os animados para a apresentação do Grupo Mistura de Raça e de Athos Lamha.

O samba é de autoria do Deco, interpretado pelo Mistura de Raça e… no teclado, sopro, string e baixo: Athos Lamha. O arranjo é de Nid Reginaldo.

ANIVERSÁRIO
No Pallazzo Di Fiori, em Bicas, Sara Iásbeck Jorge (filha de Salma e Zé Arnaldo), de princesa e de oncinha, reuniu primos e a “tchurma” para comemorar idade nova (15+1).

Festa a fantasia… Toscana Buffet… Equipe Fazendo a Festa… DJ Marcelo Lucas… Cheila Amaral Decorações… Zé Augusto Drinks… Bolo… Bolas… E muita alegria. As fotos indicam algumas das presenças…

A oncinha Sara

Caio Pocket, Alan de Freitas, Felipe Machado, a aniversariante (de princesa) e Caio Alhadas

Gabrielle Faria e Tainá Mota

Hugo Grassano, João Pedro, Gabriel Salles e Matheus Prata

Lucas de Castro, Alice de Castro, Beatriz Sarto e Rebecca de Castro

Sumaia, Renan Amorim, a aniversariante e Luma Amorim

Thamires Assunção e Isabella Abrantes

Vitória de Castro, a aniversariante e Vitor


RECUPERATION
Depois de um ano de atividade e uma pá de lixo separado, a usina de triagem e compostagem de Bicas realiza um papel legal, recuperando brinquedos jogados fora pela população.

Em breve, o divertimento vai ser entregue às entidades que dão assistência social às crianças da cidade.

A mão de obra de reparar o folguedo cabe à funcionária Tânia e Maria Lúcia, filha e mãe que se dedicam a essa nobre arte.

Na área, também, fabrica-se sabão, cuja matéria prima é originária do óleo de cozinha descartado.

FESTA EM MARIPÁ
Aniversariando, o professor Walter Machado recebeu ao lado de sua mãe, dona Alta, amigos em Maripá de Minas. Além do almoço tipicamente mineiro, preparado por seus irmãos Maria Olívia e Kiko Machado (com Nelise), chamou a atenção os sucos exóticos – lichia, carambola, eugênia (jambo rosa) e lima – frutas colhidas no pomar da casa.

Entre os presentes na tarde, Florinha Carmo, Gardênia e Marcus Resende (com o filho Miguel), Marta e Misael Camargo, José Lício Ramalho, Creusa e Venâncio Almada, Idalina Carvalho, Branca Mascarenhas e Márcio Carvalho.

E mais: Cacá Salermo, Fátima Gasparoni e Luiz Eduardo Santos (com a filha Mariah), Thales Machado, Celme Souza Gama de Menezes, Camila Furiati e Pedro Rompinelli, Adriana e Rodrigo Cunha Brandão (com a filha Júlia).
Fonte: jornal Tribuna de Minas – Coluna Cesar Romero – 10/02/2010

SO volta a fabricar produtos para calçamento e saneamento
A Secretaria de Obras reativou o sistema de produção de materiais utilizados no saneamento básico e calçamento de vias, paralisado desde 1996. Atualmente, são produzidos, por dia, dezenas de unidades de manilhas, blocos de meio-fio, bloquetes e bocas coletoras (bocas de lobo).

Além da diminuição dos gastos conseguida com a fabricação dos materiais, a prefeitura faz o controle de qualidade da produção. Ao utilizar matéria prima de boa qualidade, o que influencia diretamente no tempo de vida dos objetos, gera grande economia para os cofres públicos. Afinal, quanto maior a durabilidade do produto, menor o período de reposição da peça.

“O trabalho foi grande, mas valeu a pena mais essa conquista para a nossa cidade. Vez outra, conseguimos economizar e ao mesmo tempo melhorar a qualidade de vida da população”, disse o prefeito Honório.
Fonte: http://www.bicas.mg.gov.br.

CACOS DE HISTÓRIA E MEMÓRIA DE BICAS – 53
José Luiz Machado Rodrigues (Luja Machado)

Os dois textos que ilustram este “Cacos de História e Memória de Bicas”, com a devida autorização do autor, foram extraídos do livro “A Casa do Vovô”, de Ely Rodrigues Netto, Leopoldina-MG, 2010, páginas 80 e 82. São dois comentários de um autor de fora que demonstra carinho especial pela cidade. Espero que vocês também gostem.

ÁGUA SANTA
“A localidade conhecida como Gruta da Água Santa fica numa belíssima região montanhosa, a poucos quilômetros da cidade de Bicas, de onde se descortina amplo e maravilhoso vale com sinuosas elevações à sua volta. Uma vegetação rasteira, um tapete verde encantador, de deixar perplexo e ao mesmo tempo extasiado, até mesmo o menos arguto dos observadores. Um capricho exuberante da natureza, tão generosa e apreciada na região de Bicas. Um local aonde se chega de carro, por uma estrada bem transitada que oferece ao visitante, enquanto o veículo vai subindo, o apreciar da linda paisagem e o conhecer um pouco da história ou, lenda, que se conta sobre o lugar. Pelo final do século XIX ali teria sido abandonado ou, para lá teria fugido um pobre escravo idoso e doente. Talvez acometido do insidioso mal da lepra. Sozinho na mata, fadado a morrer à míngua por não mais prestar-se para produzir e por ser apenas um ônus para seu senhor, o pobre ancião ali passou a morar, sujeito aos rigores do frio, da fome, da sede, da solidão e tendo apenas a fauna e a flora como companheiras. Mas a fé nos leva a acreditar que Deus teve compaixão dele e o infeliz escravo teria sido agraciado pela visão de uma intensa claridade que lhe parecia estar vindo de uma íngreme gruta, de onde jorrava água cristalina. E ele foi ter a esta gruta. Dela bebeu e nela banhou-se. E como por milagre, recuperou suas forças e foi curado da doença. Tempos depois, limpo da lepra, extravasando sua alegria espalhou a notícia dos prodígios daquela milagrosa Água Santa. O lugar passou a ser visitado por outras pessoas tornando-se conhecido e reconhecido como um santuário.”

ALTO DAS BRISAS
“É maravilhoso o poder contemplar a cada dia o amanhecer, o raiar do sol, sua fulgurante luz substituindo a penumbra, dissipando névoas nas colinas e aquecendo o ambiente, que na quietude da noite favoreceu a formação da brisa pura e fresca, o sopro de vida do “pulmão de Bicas”. Ver a pequena e valiosa mata emoldurando a rica paisagem das instalações do conceituado colégio Mário Bianco, E.E. Prof. Mário Bianco Gianini, edificado como se fosse o “portal de entrada” do apreciado e saudável Bairro Alto das Brisas. A “torre de vigília” dos que desfrutam do privilégio de contemplar com a visão mais elevada, “a natureza acordar” em Bicas, de modo especial nas manhãs de setembro. Apreciar a musicalidade dos pássaros, uma sinfonia matutina de real grandeza, com seus acordes maravilhosos. Alguns, infelizmente, cantando porque não sabem chorar, pela tristeza de se encontrarem aprisionados por pessoas indiferentes ao direito à liberdade a que também os pássaros fazem jus. Nos quintais ainda é possível ouvir o cantar dos galos anunciando o despertar da aurora e a aguçar a saudade de quem foi criança no interior dos sítios e fazendas e jamais esquece as suas origens. O irrequieto pardal, aos bandos, inicia o seu alarido, como a desejar fazer um brinde à natureza com o seu cantar, senão tão belo, mas bastante útil a quem o prefere como despertador. A seriema, mais arisca e distante, não se arrisca muito. Mas de longe anuncia que a natureza ainda lhe dá acolhida. Em meio ao seu característico cantar vai convivendo no campo, sempre a fugir apressada e desajeitadamente. E presta serviço ajudando no equilíbrio ecológico, no combate aos répteis…”

GRUPO ETERNO APRENDIZ
O melhor do samba – Agenda 2011

Fevereiro
Dia 05 * Bar do Gilbertinho/JF * 18h
Dia 06 * AABB/JF * 12h
Dia 12 * Festa privativa no Sport Club JF
Dia 13 * Clube Bom Pastor/JF * 13h
Dia 18 * Bar e Restaurante Recanto Natural/JF * 21h
Dia 19 * Festa privativa no Bairro Bandeirantes/JF (Irmãos Guedes)
Dia 26 * Pré-Carnaval em Guarará * 21h
Dia 27 * Clube Cascatinha/JF * 14h

Março
Dia 02 * Festa privativa em Pequeri
Dia 04 * Clube Bom Pastor/JF * 19h
Dia 05 * A praça é nossa/Carnaval Bicas * 10h
Dia 06 * Tenda/Carnaval Bicas * 17h
Dia 07 * Carnaval Pequeri * 16h
Dia 08 * Carnaval Pequeri * 16h
Dia 12 * Bar do Gilbertinho * 18h
Dia 13 * Clube Bom Pastor/JF * 13h
Dia 18 * Bar e Restaurante Recanto Natural/JF * 21h
Dia 20 * AABB/JF * 12h
Dia 27 * Clube Cascatinha/JF * 14h

Arquivos
Categorias