Arquivo julho, 2010

Coluna nº 277

Atualização quinzenal

COMEMORAÇÃO
Dias 6 e 7 de setembro, a prefeitura e a FEAP irão realizar uma série de atividades a fim de comemorar a independência do Brasil e a emancipação de Bicas.

Serão apresentadas, inclusive, as reformas feitas no terreno da Rede (raia de malha, quadra, campo e tal).

Está sendo preparada também uma noite de autógrafos com o escritor José Luiz Machado Rodrigues (Luja Machado), que lançará o livro “Cacos de História e Memória & Alguns Logradouros – Bicas – MG”.

DESSE JEITO
Há anos, mesmo, os caras vinham conversando sobre a possibilidade da formação de um grupo de samba, sem escarcéu, apaixonados que são pelo estilo musical. Em dezembro de 2008, “tomaram” coragem (só coragem?), sentaram-se no falecido Bar do Gilmar, recinto biquense insubstituível, e sapecaram um repertório mudável, quando em quando, sem deixar de ser “o melhor do samba”.

Os veteranos Denilson Venturelli, Denilson Farias e Zé Arnaldo perceberam o quarto boneco bem próximo. Lucas Farias, filho do Denilson Farias, jovem responsável e que sabe tudo de percussão. E assim se fez o Grupo ETERNO APRENDZ (DZ – Denilson’s e Zé), que passou agora a ser escrito com a grafia tradicional e correta, sem simbologia, APRENDIZ, com I, por sugestão do diretor-executivo da Trópico Propaganda, Nivaldo Alvarenga Jr. Como apreciador da boa música, ele resolveu patrocinar parte da propaganda do conjunto.

Diz aí, Nivaldo!

“Achei legal a referência DZ, mas, do ponto de vista gráfico (logomarca e aplicações), não é indicado”.

A sugestão do competente profissional foi aceita. O legal, também, é que se ajeitou a situação do Lucas no ETERNO APRENDIZ, onde é titular absoluto e seu nome não podia ficar de fora da denominação do grupo.

A coisa começou meio de brincadeira, incerta, no entanto, firma-se, principalmente, nos palcos de JF: Sport, Cascatinha, Bom Pastor, D. Pedro II (clubes), Baluarte, Recanto Natural, Sabor das Arábias, Brasa Forte (bares e restaurantes), Miss Brasil Gay, Corredor Cultural, eventos particulares e tal.

No último Carnaval pequeriense, o grupo foi destacado, por muitos, como a melhor atração da festa, notadamente, em se tratando de repertório. Em Bicas, com o apoio do prefeito Honório, aparições relâmpagos aconteceram, com destaque para as apresentações na abertura da EXPÔ 2009 e no I Encontro do Automóvel Antigo, eventos restritos a autoridades e convidados.

Tudo isso para, igualmente, dizer que o ETERNO APRENDIZ ainda não encaixou data para se mostrar ao público frequentador das grandes festas de Bicas. Espera-se, todavia, que essa oportunidade um dia apareça.

CAUSOS E GAFES
Você já plantou uma árvore, Luiz Ângelo Cúgola? – Aí está a indagação que precisa ser feita, pois filho você já teve, e agora, escritor biquense, lançou o livro Causos e Gafes.

 

A bem humorada obra relata histórias vividas pelo autor e pela família Ferreira da Fonseca. A longa noite de autógrafos, animada por cerveja, vinho e feijoada, aconteceu na residência do seu primo, Raimundo Ferreira Cunha (Mundinho).

 

Luiz Ângelo, Regina Fonseca, Walter Ferreira Cunha e Raimundo Ferreira Cunha (Mundinho)

CASTELOS MEDIEVAIS

Muito interessante e criativa a atividade Castelos Medievais passada aos alunos do 7º ano da Copeb/Bicas pelo professor de história, Alex Mendes. Criatividade nota 10.

CAVALGADA E CHARRETADA
A I Cavalgada e IV Charretada arrastou pé pelas ruas da cidade, domingo, 25 de julho. No Rancho Paradela, churrasco e cerveja foram os anfitriões dos cavaleiros. Ato contínuo, dirigiram-se ao Parque de Exposições, onde curtiram o show de André, Leandro e Léo.

 

O bom aceite do açoite põe o passeio de vez na agenda turística de Bicas. “Daqui pra frente, todo mês de julho, durante a EXPÔ, vai ter de novo”, garantiu Gisle Gimenes, uma das organizadoras do evento.
(Fotos Amarildo Mayrink)

 

Na montaria, Gisele e Dé

 

Cavaleiros a caminho do Rancho Paradela

ANVIERSÁRIO
Em Bicas, Theo (filho de Wanderson e Geila Cerqueira Felipe), depois de ser batizado no Centro Comunitário de Santa Luzia, festejou um aninho no Espaço Cultural Jorge Franklin.

CASAMENTO
Roberta (filha de Hercília Maria de Souza Ribeiro e José Costa Ribeiro Neto – Zé do Otaviano -) e Rodrigo (filho de Ana Salomé Rocha Sá e Hélcio de Santos Sá) casaram-se, dia 10 de julho, às 19h30, na Catedral Metropolitana de Juiz de Fora.

CASAMENTO I
Os sócios do Baluarte Restaurante e do Baluarte Butiquin, Camila dos Santos e Germano Soranço, casaram-se na capela da Fazenda Santa Rita de Cássia, zona rural de Bicas, dia 17 de julho.

FAMÍLIA FELIZ
A Prefeitura de Senador Côrtes bolou um projeto social pioneiro, ao comprar produtos do homem do campo e doá-los às 42 famílias inseridas no programa “Cesta Cheia, Família Feliz”.

Quinzenalmente, os cadastrados recebem uma cesta com dez quilos de alimentos, entre frutas, legumes e verduras, selecionados de acordo com a safra.

AUDITORES
Os professores Eliezer Sant’Ana e Djalma Luiz Perobeli ministram o Curso de Formação de Auditores Internos de Qualidade, no Hotel Serrano, em JF, dias 19 e 20 de agosto.

Mais informações: (32) 8875-1070, (32) 8838-3146 ou (32) 3211-1070 (FAX).

ANTENADO
Antes um problema típico dos grandes centros, o ‘bullying’ (atos de violência física ou psicológica repetidos por uma pessoa ou grupo) chegou à pequena e simpática Maripá de Minas, a 50 km de Juiz de Fora.
Uma menina de apenas 9 anos já perdeu quase dois meses de aula este ano e sua mãe cobra uma solução.
Fonte: jornal Tribuna de Minas – Coluna Cesar Romero – 18/07/2010

APOIO AO ESPORTE
O escritório Galil Advogados, mais uma vez, apóia a realização na cidade da Liga Nacional de Voleibol.
A equipe da UFJF tenta uma vaga para as finais da competição, porta de entrada para a Superliga.
Fonte: jornal Tribuna de Minas – Coluna Cesar Romero – 27/07/2010

Creche sai da fotografia e passa à realidade
Com muita responsabilidade e transparência, a prefeitura, em parceria com o governo federal, passou pelo processo de licitação da obra da creche e começou sua construção. A prefeitura já investiu 150 mil reais na compra do lote, 50 mil reais em documentação, terraplanagem e outros serviços. Investirá ainda 469 mil reais em contrapartida à verba federal, que é de 700 mil reais.

Segundo cálculos da Fazenda, a edificação não sairá por menos de 1 milhão e 400 mil reais, fora a compra dos equipamentos depois de concluída a obra.

Embora muitos biquenses não estivessem compreendendo a foto da creche no carnê do IPTU, fica claro, agora, que essa grande realização nada tem a ver com sonho ou engano. É uma realidade a ser construída com o dinheiro do imposto de cada cidadão.

O prefeito Honório de Oliveira acompanhou o início da obra e comentou sua importância: “Além da assistência a tantas crianças, a creche será um avanço econômico para a cidade, já que a construção civil é hoje responsável pelo grande crescimento do número de empregos em todo o Brasil. A creche municipal será maravilhosa. Foi um sonho enquanto fotografia e, em breve, vai se tornar uma bela realidade.”
Fonte: http://www.bicas.mg.gov.br

CACOS DE HISTÓRIA E MEMÓRIA DE BICAS – 43
Catolino B. Dore, Clarimundo de Oliveira, Contorno e Dante Bellei
José Luiz Machado Rodrigues (Luja Machado)

A coluna de hoje começa pela Rua CATULINO BENEDICTO DORE, uma via paralela à Rua Floriano Peixoto, que tem seu início na Rua Camilo Fernandes Alhadas, no Bairro Retto Júnior. Sobre o seu nome localizou-se na relação de “Denominação a Logradouro Público – 1949/2005, da Câmara Municipal” que foi oficializado pela Lei nº 1146, de 2002. Por informação colhida no livro Recantos da Mata Mineira, de Fued Farhat, p.58, sabe-se que Catulino foi um dos fundadores da Mutualidade Beneficente dos Operários de Bicas e trabalhou por muitos anos na Estrada de Ferro, onde exerceu cargos de chefia. Foi diretor do Liceu e chefe regional da Rede.

A rua seguinte da qual se vai tratar hoje é a CLARIMUNDO DE OLIVEIRA. Uma via do Bairro Todos os Santos, que liga a Rua Antonio C. de Almeida à Rua Garcia Passos. Seu nome, como o de outras vias do bairro, foi registrado pela Lei nº 1356, de 18.09.2007, que no artigo segundo estabelece que todas as ruas ali relacionadas estariam automaticamente oficializadas. Sobre Clarimundo de Oliveira localizou-se apenas a informação de que era professor e que seu filho, Carlos de Oliveira, foi gerente do antigo Banco Financial.

A Avenida do CONTORNO, pelo mapa da prefeitura, parte da Rua Antonio H. Amorim, contorna todo o Bairro Santana até as proximidades do Bairro Edgar Antonio Moreira. Embora não se possa afirmar, tudo leva a crer que a escolha deste nome decorre do fato desta avenida constituir a delimitação inicial do bairro. Quanto à oficialização desta escolha até o momento não foi possível localizar documentos que a esclarecesse.

Conforme a “Denominação a Logradouro Público – 1949/2005, da Câmara Municipal” a Rua Coronel DANTE BELLEI recebeu este nome através da Lei nº 577, de 1975. Mas até aqui não se localizou esta via nos mapas e demais documentos consultados. Isto leva à suposição de que a lei foi aprovada, mas ficou na dependência de se indicar um logradouro. E com o passar do tempo a necessidade desta escolha caiu no esquecimento. Quanto ao senhor Dante Bellei sabe-se que era fazendeiro na região do Passo da Pátria, na divisa com o município de Juiz de Fora. Julio Cezar Vanni, em Sertões do Rio Cágado, p. 34, informa que “Dante Bellei, um próspero fazendeiro entre Bicas e Juiz de Fora, tinha por hábito dizer que nesta região não havia problema de mau caratismo entre os italianos. Eram todos trabalhadores altamente sociáveis, mesmo nas adversidades.” Dante Bellei nasceu em 1886, filho de Francesco Bellei e Zaira Maini. Casou-se com Amélia Bassoli (1890-1972). Seu sobrinho Dante João Bellei pertencia à Câmara Municipal de Juiz de Fora em 1951.
Ciro Mioranza em seu Dicionário dos Sobrenomes Italianos ensina que o sobrenome Bellei é uma variação de Bellelli, que tem sua origem em Bello, com o sufixo plural “elli”.

Coluna nº 276

Atualização quinzenal

PRESTAÇÃO DE CONTAS
A secretária de Saúde, Therezinha Maria Lanini de Almeida, apresentou os números referentes aos procedimentos realizados no CIESP, relativo ao período de janeiro a junho de 2010: 2.763 consultas e 1.812 exames.

“Em se tratando de saúde, todas as necessidades são para ontem”. Esse é o lema da Secretaria de Saúde de Bicas.

Therezinha diz que muito se tem feito para atender às necessidades da população: maior número de exames, mais consultas, equipamentos de primeira linha, profissionais capacitados, medicamentos, transporte, visitas às residências, campanhas de vacinação etc.

Ao apresentar os números, a secretária lembra que, para cada pessoa que se queixa de uma necessidade, há tantas outras silenciosas, satisfeitas com uma consulta, um exame, um medicamento.

“Temos responsabilidade com todos, o que não poderia ser diferente. Nenhum funcionário da secretaria nega ou dificulta atendimento ao cidadão. Estamos trabalhando com seriedade para atender a todos, ainda que soframos críticas pertinentes ou mentirosas”, declarou.
Fonte: http://www.bicas.mg.gov.br

POSSE
Em reunião realizada dia 29 de junho, tomou posse (período 2010/2011) o novo Conselho Diretor do Rotary Club de Bicas.

Carlos Augusto Rezende Lopes (presidente), Carlos Augusto M. Veiga (vice-presidente), Jarbas Antunes (tesoureiro), Noé Fonseca (protocolo), Calícia Peixoto (secretária), Elian Lopes (presidente da Casa da Amizade).

Os companheiros Carlos Augusto M. Veiga, José Maria de Souza Ramos (presidente do Rotary Club Juiz de Fora) e Alexandre (assistente do governador do Distrito) desejaram, por intermédio de discursos, boa gestão à nova diretoria.

O jantar foi servido no Restaurante Divino´s, ao som do maestro Joel Antunes.

CURSO DE MODELO

Ariane Sarto dinamiza sua agência Élysée e promove mais um curso de modelo. A foto é da bela Graziela Sarto (irmã), show nas passarelas do México.

ESPECIALIZAÇÃO
Thaís Matioli e Silva, cirurgiã-dentista, filha de Elizabeth e Benigno, concluiu, com méritos, o curso de especialização em implantodontia, na UFJF, onde também se graduou.

HOMENAGEM
O Comitê de Estudos de Transformadores do CIGRÊ – Brasil e do VI WORKSPOT homenageou o dr. Milton Binda pela sua dedicação, competência técnica e relevantes serviços prestados ao setor elétrico brasileiro.

As festividades foram realizadas em Foz do Iguaçu, em 27 de abril, sob os olhares de figurões do ramo de vários países.

O homenageado, residente no Rio de Janeiro, é casado com Heloísa Merck Binda. Sublinhar que Milton é assinante do jornal O Município, há 48 anos.

ANIVERSÁRIO
Matheus Guarnieri Vanni (filho de Renata Fernandes de Paula e de Daniel Souza Vanni) completou um aninho dia 03 de junho e comemorou níver em dose dupla. A primeira festa aconteceu em Bicas e a segunda no Rio de Janeiro, onde mora.

No Rio, Sérgio, Maria Eulalia, Natan, Fernanda, Enzo, Daniel, Matheus, Renata e Marcelo

ANIVERSÁRIO I
A sra. Jucylene Machado Cambraia, residente em Juiz de Fora, festejou nova idade, dia 22 de maio.

ANIVERSÁRIO II
A dra. Rosely Bianco brindou aniversário, dia 1º de junho. Recebeu familiares na Pizzaria Artezannale, em JF.

Rosely, Terezinha Noronha Bianco (mãe) e Alzirinha Bianco (irmã)

BATIZADO
Letícia (filha dos médicos Daniela e Hudson Carvalho, residentes em Ipatinga-MG) foi batizada, dia 05 de junho, na Igreja Matriz São José de Bicas. A gatinha e neta de Maria Luiza/Carlos Augusto M. Veiga (maternos) e Adi Fernando Carvalho (paternos).

Os tios Sílvia Donnarumma Veiga Clemente e Fernando Cruz Carvalho figuraram como padrinhos.

Daniela, Hudson, Letícia e Hudson Filho

VIDA E AMOR
O presidente da UNIESP (União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo), Fernando Costa (com Valéria Machado), fechou o sofisticado Néctar Bistrô, em JF, para almoço, sábado, dia 10 de julho, e ofereceu aos convidados o Grupo ETERNO APRENDIZ.

Gostou tanto do som que “agarrou”, dispensou seu piloto, adiando para domingo a volta a São Paulo.

Fernando é gente boa, simpático, simples, muito culto e nem parece ter o poder que tem (confira em www.uniesp.edu.br). Ele está de olho em uma faculdade de JF e não acha difícil adquiri-la. Autorizou a CZA a dizer qual é a instituição, mas deixa pra lá… Isso é um trabalho para o Cesar Romero.

Animado com a vida e o amor, Costa, na sexta, já havia levado uma turma para curtir o Assunta Lounge, ao som do DJ Eve. O Assunta Forneria é o que há. Coisa de primeiro mundo. A fotógrafa do Zine Cultural, Sula Miana, esteve presente e clicou.

Fernando Costa e as irmãs Valéria e Jacqueline Machado

César Augusto, Carlos Júnior, Rafael Trezza, Renatinho Trezza e Graça Trezza, amigos de Fernando Costa

CASAMENTO

Carla (filha de Vanda Célia Dutra Rezende e José Carlos Costa Rezende) e Juninho (filho de Lúcia Helena Navarro Jardim e Ewerton do Amaral Jardim) casaram-se, dia 05 de junho, na Igreja Matriz São José de Bicas.

CASAMENTO I
Valesca (filha de Vitória Moreira Resende e Paulo César Lima Resende) e Paulo Henrique (filho de Maria Marques de Lima Ribeiro e Edilson Cândido Ribeiro) casaram-se, 08 de maio, na Igreja Matriz São José de Bicas. A recepção aconteceu no Espaço Fama, com as delícias do Toscana Buffet.

ASAS AO CÉU
Depois do skate virar sensação, mais um esporte radical desponta com grande sucesso. Graças a ousadia e, principalmente, a coragem de Rafael Mazzaropi, voar pelos céus de Bicas tornou-se a nova onda do momento.

Há meses que Rafael vinha buscando o ponto ideal, a rampa perfeita para decolar seu sonho. Depois de muitas experiências, encontrou no morro da torre um lugar bacana para tal. O aterrissar está sendo realizado num descampado próximo ao Rancho Paradela.

Com a descoberta, o homem-ar arriscou muitos voos solitários, passando a divulgar o novo point para a galera que gosta da fruta. Pouco a pouco, pessoal começou a pintar no morro.

Voadores de JF, tipo Alan, Carvalho, Nilton e Paulo Lopes, fim de semana desses, atendendo ao convite do precursor, estiveram em Bicas e reconheceram o gramado. Voos de parapentes, de primeira, coloriram o azul do céu. Até asa delta apareceu no pedaço.

Praticantes gostaram tanto que prometeram retornar mais vezes, confirmando presença de, pelo menos, 20 voadores na EXPÔ Bicas 2010.
Com Blog do Turismo de Bicas (Fotos de Amarildo Mayrink)

No ar, Rafael Mazzaropi

PARCERIA
No sentido de ajudar os velhos necessitados, o presidente do Conselho Municipal do Idoso de Bicas, Gumercindo Ferreira da Silva, firmou parceria com o Lions Club local.

O papo aconteceu durante a posse do novo presidente leonino, José Maria Maciel Pires.

MELHORIA
A Câmara Municipal de Bicas tem em suas mãos várias sugestões para a melhoria no trânsito na cidade. Vamos aguardar.

CR

Francisco Galil, Luiz Soranço e o anfitrião Luciano Galil na festa de seus 51 anos, no sítio Vista Verde Fonte: jornal Tribuna de Minas - Coluna Cesar Romero - 09/07/2010

CACOS DE HISTÓRIA E MEMÓRIA DE BICAS – 42
José Luiz Machado Rodrigues (Luja Machado)
Boa Vista, Carlos B. Carvalhaes, Carlos M. Correa, Carmela A. Guilherme

Por uma deferência especial do Zé Arnaldo esta é a quadragésima segunda participação neste espaço onde se procura abordar a história dos logradouros de Bicas. Mas a coluna de hoje, num rápido passeio pela Internet, recorda Luís Soares de Camargo, em texto para a História das Ruas de São Paulo, em (http://www.dicionarioderuas.com.br). Ali o autor ensina que “desde a antiguidade, o homem percebeu as muitas vantagens que havia ao aplicar um determinado nome aos locais para obter referências seguras de sua própria localização ou orientação num determinado território”. E explica que foi “Por conta disso que a humanidade, aos poucos, acabou por denominar as montanhas, os vales, rios, florestas e, quando a sociedade se organizou em grupos, surgiram o nome de tribos, nações, reinos e países. E seguindo esse mesmo processo, os aglomerados urbanos – as cidades e, no interior destas, os logradouros (ruas, praças, pontes, travessas, etc.) também foram identificados com denominações próprias e diferenciadas”.

Feita esta observação, retorna-se ao curso normal do espaço e registra-se o apurado sobre mais quatro nomes de ruas da cidade.

A primeira delas, a Rua BOA VISTA, é uma das vias do Bairro Viúva Salles. Liga a Rua João Salles de Almeida à Rua Pascoal Croce. Sobre ela não se tem registro oficial de como teria sido a oficialização do seu nome e muito menos o que se desejou perpetuar com ele. Por esse desconhecimento e considerando tratar-se de uma rua da parte alta da cidade, de onde se avista grande porção do perímetro urbano, imagina-se que a denominação seja em função da localização da via, sem dúvida alguma um nome bem adequado para o local.

Quanto ao nome de CARLOS DE BARROS CARVALHAES, Doutor, sabe-se que a designação foi autorizada pela Câmara Municipal, através da Lei nº 730, de 02.07.1984, para ser colocada em uma das ruas da cidade. Hoje, este é o nome da via que liga a Rua João Batista M. Ramos à Rua Paulino de Souza Ramos, no Bairro Alto das Brisas. Sobre o homenageado localizou-se, apenas, que foi juiz de direito da cidade e que seu genro, Milton Machado, exerceu interinamente o cargo de prefeito de Guarará, num dos afastamentos do titular, seu pai, Bertholdo Garcia Machado.

O terceiro logradouro de hoje é a Rua CARLOS MARQUES CORREA. Embora ausente dos mapas consultados e desconhecida dos colaboradores, segundo a Lei nº 1324, de 15.03.2007, esta via faz parte do arruamento criado no entorno da Praça dos Ferroviários, no centro da cidade. Seria, segundo o texto legal, parte do conjunto de uma praça (dos Ferroviários) e três ruas (José Maria Moreira Cândido, Laudelino Braz Schettino e Carlos Marques Correa) projetado para o antigo terreno da rede ferroviária. Quanto ao homenageado, até aqui apurou-se, apenas, que foi um sitiante.

Para fechar a coluna de hoje, resta falar da Rua CARMELA AGRELLI GUILHERME, no Bairro Francisca Conti Agrelli, uma via que liga a Rua Eugênio Geraldino Pimentel à Rua “C” e da qual se desconhece o documento que oficializou o seu nome. Sobre Carmela Agrelli Guilherme obteve-se apenas a informação de que foi esposa do comerciante Miguel Agrelli.


Arquivos
Categorias