Arquivo setembro, 2007

Coluna nº 210

Atualização quinzenal

VESTIBULAR
Quase 500 candidatos participaram sábado, dia 15 de setembro, do vestibular para Administração de Empresas e Pedagogia, disputando as 50 vagas do Pólo Regional da UFJF em Bicas. As provas foram realizadas na EE Deputado Oliveira Souza.

O prefeito Honório de Oliveira, emocionado, recebeu os vestibulandos e afirmou tratar-se de uma iniciativa histórica para o município que se tornou ponto de referência estudantil da região.

TOQUE RÁPIDO
O professor Damatta é o coordenador do projeto de futebol Toque Rápido, jogado no gramado da extinta Rede Ferroviária Federal. O lance tem apoio do Departamento de Cultura da Prefeitura de Bicas, onde as inscrições são feitas, das 13h às 16h.

A situação envolve crianças e adolescentes que querem aprender as manhas do futebol, envolvendo ensinamentos básicos, técnicas modernas e preparação física.

Interessados devem apresentar autorização dos pais e certidão de nascimento. Os treinamentos estão sendo realizados de terça a sexta-feira, das 09h às 11h, e, de terça a quinta-feira, das 15h às 17h.

EXPORTANDO EXPERIÊNCIA
A secretária de Fazenda de Bicas, Celita Alhadas, continua dando as cartas no CONFAZ-M, órgão criado para dividir o “bolo” dos recursos federais e estaduais para os municípios.

No último dia 11, Celita esteve em BH, onde tratou de assuntos de suma importância para a Zona da Mata. Entre outros, discutiu sobre reforma partidária; PEC 29 (saúde); CPMF (a partilha foi retirada de pauta); Fundeb (rediscutiu critérios de aplicação de recursos e revisão do custo/alunos); CIDE (propostas de regulamentação e forma de repasse e aplicação dos recursos); ICMS Solidário; ICMS da energia elétrica e repasses de recitas; VAF (melhoria da prestação de serviços pelo estado); IBGE/Censo; Simples Nacional (normatização municipal); controle de arrecadação e repasses à CEMIG.

Nossa secretária está exportando know-hall, inclusive na criação de consórcios intermunicipais.

O município de Santa Rita do Sapucaí, no Vale do Silício, pretende criar o seu consórcio nos moldes do CIESP biquense.

Com tanto talento, Bicas agora passa a ser conhecida como modelo de administração financeira, rompendo barreiras regionais.
Fonte: jornal A Região

HOMENAGEM
Não sei se por influência da Coluna ou não, que foi o primeiro meio de comunicação a sugerir que o município deveria homenagear o para-atleta biquense, Alexandre Ank, coisa e tal… porém, o mais importante é que aconteceu.

Nas comemorações do 38º aniversário de fundação do Rotary Club de Bicas, Alexandre, acompanhado de seus pais, Elizabeth e Ney Rocha Ank, recebeu do clube de serviço, troféu e diploma por conseguir uma medalha de ouro e outra de bronze nas Paraolimpíadas do Rio de Janeiro.

“Me sinto muito feliz por ser homenageado em minha cidade natal. A mensagem que quero passar neste momento é que minha limitação física não é desculpa para acomodação, e sim incentivo para romper barreiras”, disse Alexandre Ank.

FORMATURAS
Karolyne Cerqueira Costa (filha de Maria Cristina Leite Costa e Wantuil de Almeida Costa) formou-se em Matemática, pela UFJF.

Lucas Rezende Gomes (filho de Marlúcia de Souza Rezende Gomes e Quintino Rezende Gomes) formou-se em Medicina, pela UFMG.

Cochise Teixeira Moura (filho de Jucilene de Fátima e Leonardo Lamha de Moura) formou-se em Ciências Biológicas, pelo CES/JF.

BODAS DE OURO
Araci Barbosa Medeiros e Nilo Medeiros Narciso (Ite) festejaram Bodas de Ouro sábado, 22 de setembro, no Pallazzo di Fiori.

O casal e seus filhos Neuzalia, Norton, Nilo, Nilton, Nélio e Norma

PARÓQUIA
A Paróquia São José de Bicas promete um grande dia para festejar o 12 de Outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil. Entre outras comemorações, novenário, benção de crianças no bairro Saracura, procissão motociclística, missa e benção com o Santíssimo.

SOLICITAÇÃO
A vereadora Hudsonina Sarto (PMDB) solicitou ao prefeito Honório de Oliveira que sejam corrigidos os bloquetes da praça São José, desnivelados em razão das raízes das árvores.

Solicitou, ainda, o cumprimento dos projetos de Lei 07/2006 e 08/2006, que denominam a ponte localizada na rua Antônio Barroso Gomes como “Ponte Vereador José Cúgola” e a passagem direita da rua Nilson Baptista Vieira de “Passarela Vereador José Cúgola”.

Justificou que é mais uma forma de homenagear o exemplar homem público que foi o saudoso José Cúgola.

40 ANOS DE SANTO ANTÔNIO
Com muito orgulho, alegria e saudade, a família Bertelli comemorou, no dia 21 de agosto, quarenta anos de trabalho e dedicação à cidade de Bicas.

Em agosto de 1967, Antônio Bertelli e Maria do Carmo abriram um comércio de secos e molhados com uma pequena instalação denominada Mercearia Santo Antônio. O respeito e o carinho pelos fregueses eram mútuos e incentivou sempre o investimento nos negócios. O tempo foi passando e a chegada dos filhos trouxe ainda mais a vontade de trabalhar para criá-los com dignidade.

O exemplo dos pais motivou os filhos, Paulo, Rosa, Valéria e Ana que, em reconhecimento e unidos, dedicam-se arduamente ao negócio.

Os clientes recebem, além dos produtos de excelente qualidade, muita atenção, carinho, sorrisos e gestos de generosidade. Está formada então a grande parceria de sucesso: o povo satisfeito favorece a empresa que, em retribuição, amplia ano a ano suas instalações, gerando atualmente cerca de noventa empregos.

Hoje, a família se mantém unida e coesa, guiada pela presença da Dª. Carminha e a força espiritual do Sr. Toninho, que deixou muita saudade, mas que permanece vivo através de seus descendentes.

Orgulhosos e gratos, os filhos, netos, nora e genro dão continuidade ao trabalho, a fim de garantir que a empresa Supermercado Santo Antônio mantenha a tradição de levar ao povo e aos seus clientes muita alegria, conforto, qualidade e satisfação por meio do trabalho embasado no respeito e na honestidade.
Parabéns, Santo Antônio, parabéns Bicas, parabéns ao povo, que juntos esperam comemorar mais 40 anos.

CREDIBILIDADE DAS INSTITUIÇÕES
Uma pesquisa apresentada ontem pela Associação Brasileira de Magistrados é o retrato mais claro do pensamento das ruas, quando avalia a credibilidade das instituições. A Polícia Federal, que nos últimos anos tem feito uma série de ações, prendendo e indiciando até mesmo ocupantes do andar de cima, está em primeiro lugar, com 75,5% dos votos dos entrevistados, um pouco acima das Forças Armadas, com 74,7%. Os políticos, muitos deles alvos das ações da polícia, ficaram em último lugar em nível de confiança entre seis instituições públicas. Apenas 12,5% dos entrevistados disseram que confiam na Câmara. No Senado, esse índice é um pouco melhor, mas também no rodapé: 14,6%. O levantamento demonstra que a crise está mesmo instalada no Congresso, pois os partidos políticos têm credibilidade de 16,1% enquanto as Câmaras Municipais chegam a 18,9%. Na estratificação para os políticos, os índices despencam. Apenas 11,1% da população confiam neles. A pesquisa, realizada pela empresa Opinião Consultoria, ouviu 2.011 pessoas por telefone, entre 4 e 20 de agosto, em todo o território nacional. O estudo teve o apoio do Instituto de Ciências Políticas da Universidade de Brasília (UnB).
Fonte: Tribuna de Minas – Painel

AQUECIMENTO GLOBAL
“O aquecimento global é sim reversível, se cada pessoa fizer a sua parte para ajudar a diminuir o impacto ao Meio Ambiente. Não basta apenas os governos e as indústrias fazerem a parte deles…”
Relatório da ONU, de maio de 2007

Coluna nº 209

Atualização quinzenal

JUNTOS SOMOS MUITO MAIS
Críticas sinceras são sempre boas, pois como diz a Bíblia, “valem mais que uma jóia de ouro puro”.

Estamos aqui, professores e demais funcionários do Colégio São José de Bicas, para falar do sentido do nosso trabalho.

Nosso objetivo não é ser “o maioral”, pois aí cairíamos na vaidade que sufocaria nosso projeto de ensino, mas sim líderes e servos, capacitando e valorizando nossos educandos para que eles dêem o melhor de si sem perder o brilho do saber e a humildade.

Os resultados de concursos vêm comprovando a liderança do Colégio São José de Bicas. Enquanto fomentam boatos contra o nosso Colégio, nós apresentamos resultados positivos e nossos alunos vêm prosperando.

Enquanto isso, podemos perceber que a prosperidade do incompetente não se chama vitória, chama-se mentira.

Por isso continuamos trabalhando, apesar dos boatos, acreditando na capacidade um do outro, de crescer buscando a educação ideal e persistindo na ética profissional e na competência do nosso grupo.

Obrigado!
Educadores do Colégio São José de Bicas

GALIL ADVOGADOS
Os advogados José Roberto Fabre e Luciano Guarnieri Galil receberam empresários e advogados para celebrarem a fusão de seus escritórios.

Com experiência de mais de 20 anos dedicados ao exercício da advocacia em geral, a nova banca forma uma equipe altamente qualificada, com larga prática na prestação de serviços consultivos, administrativos e contenciosos nas áreas trabalhista, cível, tributária e empresarial.

A partir de agora, o escritório Galil Advogados Associados amplia sua área de atuação com novas parcerias. Além dos escritórios de Juiz de Fora e Niterói, José Roberto e Luciano passam a atuar também em Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Campinas, Franca, Curitiba, Recife, Fortaleza, São Luiz e João Pessoa.
Fonte: jornal Tribuna de Minas – Cesar Romero

UBS DE SANTA HELENA
Com menu tipicamente mineiro (leitoa, frango ao molho pardo e carneiro assado), o prefeito Honório de Oliveira e sua esposa Rosina recepcionaram para almoço os secretários estaduais Marcos Pestana (Saúde) e Custódio Mattos (Desenvolvimento Social).

Satisfeitos, visitaram o Pólo Universitário de Bicas e as obras de edificação do novo Colégio Futuro.

Às 18h, na localidade de Santa Helena, inauguraram a UBS “Messias Bolotari”, com churrasco, ao som da Fanfarra de Bicas e do Forró Legal.

PALESTRA E LIVRO
O jurista Jorge Franklin Alves Felipe faz palestra com o tema A proteção à intimidade no direito brasileiro, dia 18 de setembro, às 18h30, no Tribunal do Júri (rua Marechal Deodoro nº 662, Juiz de Fora), com entrada franca.

Na ocasião, o palestrante vai lançar, mais uma vez pela Editora Forense, a obra Direito Previdenciário do Servidor Público.

TALENTO FEMININO
“… Marina Lobo, 31, e sua voz grave vieram de Bicas (MG) há dois anos, para animar as noites da cidade, ficando bastante conhecida pelas apresentações em bares da Avenida Independência, na região chamada de “orla”. “O público gosta do som e da simpatia da Marina. Um sucesso para a arte e para meus clientes”, diz o proprietário do People Bar, Gil de Berbari. A cantora planeja ainda formar uma banda só de mulheres, ao lado da percussionista Fernanda Malta…”
Fonte: jornal Tribuna de Minas

Com estilos diferentes, as vozes de Natálie, Paty e Mariana Lobo têm feito sucesso na noite de Juiz de Fora (Foto Fernando Priamo)

VESTIBULAR
É hoje, dia 15 de setembro, o vestibular de Licenciatura em Pedagogia e Bacharelado em Administração, do Núcleo de Educação à Distância (NEAD). A oportunidade surgiu graças a um convênio entre a Prefeitura de Bicas e a UFJF.

Mais informações: www.nead.ufjf.br e www.vestibular.ufjf.br.

VALENDO
Está valendo o novo “Portal da Água Santa”, inaugurado no prolongamento da rua Álvaro Dias, com a presença de devotos de Nossa Senhora da Água Santa e as bênçãos do padre Cássio.

FREI GALVÃO
A Arquidiocese de Juiz de Fora se organiza para a construção da primeira igreja que levará o nome de Frei Galvão. Isso, quatro meses depois da canonização do santo pelo Papa Bento XVI.

O templo será construído em Bicas e vai pertencer à Paróquia São José. A nova casa religiosa terá São Peregrino como padroeiro.

Falar assim, ficou muito boa a reforma da Igreja Matriz, chefiada pelo ativo padre Cássio, que, por sinal, presenteou os fiéis com uma missa em italiano, no fim de semana de Sete de Setembro.

DUCENTÉSIMO
O advogado biquense Frank Granado comemorou, na Cantina Serra, em Nova Friburgo (RJ), 200 participações em Tribunais do Júri. Além dos advogados friburguenses, participaram da festa os familiares do causídico.

CORREIO ELETRÔNICO
Caro colunista José Arnaldo,

Ao ler sua coluna quinzenal, observei na matéria “Em Brasília” uma nota informando de minha participação no seminário do PSDB realizado em Belo Horizonte.

Com total respeito às opções político-partidárias, em especial das pessoas citadas, amigos e membros da atual administração, governo hoje do PSDB, que participaram do evento e aos simpatizantes da legenda, gostaria de esclarecer ao colunista e aos leitores que viajei à tarde para BH, me encontrando com o Prefeito Municipal à noite, momentos antes da extremamente proveitosa viagem a Brasília, não tendo, portanto, participado do referido seminário.

Aproveito também para informá-lo que o PT de Bicas se fez representar no 3º Congresso do partido realizado em São Paulo com mais de três mil representantes de municípios de todos os estados brasileiros. Neste sim estive presente, como em todos os grandes encontros e eventos do Partido dos Trabalhadores.

Abraços, para você e para todos os leitores desta coluna.
Amarildo José Mayrink – Vice-Prefeito de Bicas

CASAMENTO

Elisângela de Oliveira e Marcones Carvalho de Oliveira casaram-se, sábado, dia 08 de setembro, às 18h, no Pallazzo Di Fiori

BICAS, DELEGACIA E CORREÇÕES
Reporto-me à matéria publicada em 30 de agosto de 2007, quando o jornalista Deusdet Rodrigues escreve sobre a cidade de Bicas, entitulando-a “Minha adorável já teve”. Assumi a titularidade da Delegacia de Polícia da Comarca de Bicas em dezembro de 2006, ocasião em que me deparei com os seguintes aspectos: não contávamos com qualquer tipo de veículo. Até então, os agentes daquela unidade utilizavam-se de seus veículos particulares para as atividades. Não existia qualquer tipo de informatização. Até hoje faço uso de meu computador particular, sem acesso à internet. Éramos inviabilizados de realizar consultas através do sistema interno da Polícia Civil, emissão de documentos de trânsito, consulta a antecedentes criminais, procedimentos relativos à alimentação dos detentos, confecção de carteiras de identidade, enfim, atividades mínimas e indispensáveis para o bom andamento da unidade.

A Comarca de Bicas abrange outros três municípios (Guarará, Maripá e Pequeri), totalizando cerca de 30 mil habitantes sob minha custódia, em última instância, no aspecto da segurança pública. Não esqueça o citado jornalista que tal fato me obriga a estar pelos arredores, realizando conciliações, confeccionando identidades, resolvendo questões da cadeia pública, enfim, jamais deveria insinuar que vejo o dia passar ociosamente.

Lamentavelmente leviana a afirmação do jornalista de que “a delegada não reside na cidade e tem seus horários de atendimento bastante exíguos, quando vem.” Quem lá reside pode dizer que jamais neguei atendimento a quem quer que fosse, sendo que, inclusive durante o horário de almoço – ocasião em que a lei me disponibiliza duas horas para descanso – estou, diariamente, na unidade, dando normal prosseguimento às minhas atividades. Ademais, não há dispositivo legal que me obrigue a residir onde atuo, desde que lá me encontre diariamente, e se ousa o jornalista mencionar o contrário, que assim o comprove. Sem deixar de mencionar que conto com a ciência de meus superiores hierárquicos.

Vale ressaltar que permaneço de plantão 24 horas por dia, sem poder estar incomunicável nem por um minuto sequer, sendo que, qualquer eventualidade que aconteça, durante a noite ou madrugada, estou a postos, sem me permitir qualquer direito de descanso no dia seguinte – relembrando que a lei assegura a quem está de plantão por 24 horas o descanso por 72.

Ressalto que, hoje, após enorme esforço, consegui informatizar a delegacia, fato jamais ocorrido, o que traz ganhos sociais de enorme valia. Em pouco tempo, teremos viatura policial disponibilizada. Enquanto isso, por força maior, contamos, temporariamente, com o veículo depositado a mim fielmente, que me torno responsável pela guarda e devida manutenção do mesmo.

A sede da delegacia, antes acometida por infiltrações e problemas nas instalações, encontra-se em obras, com o total e irrestrito apoio das prefeituras da comarca, outrossim a Cadeia Pública, que, somente hoje, conta com celas destinadas a mulheres e menores. Não estou aqui para me vangloriar dos ganhos que a delegacia obteve desde minha chegada, e nem dizer que atuo de forma perfeita, até porque a falta de infra-estrutura me obsta a alcançar tal feito. Mas boa vontade, honestidade e trabalho árduo norteiam minha atuação. Sempre no lema de que “se não puder fazer tudo, faça tudo que puder”. Mais do que por minha reputação, zelo por minha consciência, que se encontra tranqüila, especialmente por saber que tenho a população, membros do Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público ao meu lado. Nem Jesus agradou a todos, e não é esta minha pretensão.

A propósito, vale lembrar ao jornalista que os direitos trabalhistas foram elevados a direitos constitucionalmente assegurados desde a Era Vargas. Portanto, deveria estar mais provido de cautela quando menciona que a “juíza titular da comarca está de licença maternidade sei lá por quantos meses” e que “o promotor entrou de férias”. Tratam-se de profissionais competentes e reconhecidos por todos, que gozam, dentro dos limites legalmente permitidos, de seus direitos como outro trabalhador qualquer. Pela liberdade de expressão – sempre! Desde que dentro dos limites da veracidade e imparcialidade. Relembrando ao citado jornalista que, eventuais danos morais decorrentes da manifestação – ainda mais pública! – do pensamento ensejam as devidas correções e indenizações.
Ângela Fellet Miranda Chaves – Delegada de Polícia da Comarca de Bicas

Arquivos
Categorias