Arquivo junho, 2007

Coluna nº 204

Atualização quinzenal

PRAÇA DOS FERROVIÁRIOS
Com o devido aval da Câmara Municipal, a prefeitura iniciou as obras para a construção de três ruas no local conhecido como terreno da Rede Ferroviária.

No pensamento do prefeito, as vias vão facilitar o fluxo de passantes, principalmente de visitantes que vêm às compras e à procura de prestação de serviços.

Pra completar, a área será aproveitada para a realização de eventos, que se deslocarão da rua Augusto Rossi e da praça São José para o novo espaço.

REFORMA
Agora sim, ela está bonita. Trata-se do fino trato que a prefeitura deu à EM Maria Antonieta Gomes de Souza, que agora é modelo para a região. Do telhado, passando pela quadra (tela de proteção), cantina, iluminação, sistema de segurança… Tudo em cima.

Na inauguração, estiveram presentes Honório de Oliveira (prefeito), Amarildo José Mayrink (vice-prefeito), Jorge Luiz Ribeiro (presidente da Câmara), Maria do Rosário Marques Agrelli (secretária de Educação), Kelry Christiane Alves da Silva Carvalho (diretora da escola), Gilson de Souza Mattos e Geraldo Magela Longo dos Santos (vereadores).

O prefeito disse que “De nada adianta um prédio bonito e funcional se não houver um trabalho pedagógico competente, como é o caso da diretora do estabelecimento, Kelry Christiane”.

O vice-prefeito Amarildo lembrou e rechaçou o vandalismo de que foi vitimado o prédio, tempos atrás. Destacou ter ouvido dos funcionários da empresa executora da obra que Bicas está de parabéns, pois eles já trabalharam em várias escolas da região e não encontraram instalações físicas tão boas quanto as que viram.

Mayrink fechou o discurso, assim: “Vale a pena ver o bom uso do dinheiro público mantendo em dia o salário do funcionalismo e valorizando a educação.”

VESTIBULAR
As Faculdades Integradas Vianna Júnior vão realizar um novo vestibular para, Administração de Empresas, Gestão Ambiental, Gerenciamento para Web e Gestão Empreendedora, dia 22 de julho.

Alertar que o Curso de Direito, que ficou fora da primeira edição do meio do ano, foi incluído nessa segunda edição.

Ainda na primeira semana de julho, todos os detalhes estarão disponíveis no site da instituição: www.viannajr.edu.br.

BALNEÁRIO
O vereador de Pequeri, Synval Rodrigues da Costa, solicita do executivo mais atenção para o Balneário Municipal, inclusive, iluminando o local, por se tratar de ponto turístico de Pequeri.

DUPLO
Guilherme Barros Louro (filho de Maria Amélia e Waldemar Louro Filho), aprovado nos vestibulares de direito (Vianna Júnior) e Economia (UFJF), arrumou fôlego e cursa a duas excelentes faculdades.

CASAMENTO
Fernanda (filha de Regina e Deusdet de Paula Rodrigues) e Cleber (filho de Maria Augusta e Francisco Pinto de Menezes) casaram-se na Igreja do Divino Espírito Santo de Guarará.

REGISTRO
Quando da recente visita do ministro das Comunicações, Hélio Costa, a Juiz de Fora, vale registrar a presença da ativa presidente da Câmara Municipal de Pequeri, Rosângela Iambao Silva Galão (Nina).

O assessor do Lula esteve na nossa capital para inaugurar o Espaço Cultural e do Escritório de Negócios Internacionais dos Correios.

EXPÔ
Ao promover shows de gabarito nacional na 37a Expo/Bicas, a prefeitura segura firme e mantém a iniciativa da administração passada.

Falamansa (quarta-feira, 25/07, entrada franca)

 

 

 

 

 

 

Banda Eva (quinta-feira, 26/07)

 

 

 

 

 

 

 

 

Bruno e Marrone (sexta-feira, 27/07)

 

 

 

 

 

 

 

Paralamas do Sucesso (sábado, 28/07)

Paralamas do Sucesso (sábado, 28/07)

 

 

 

 

 

 


LER É BOM

Os alunos da 7a e 8a séries participaram do projeto de leitura “Ler é Bom”, desenvolvido pelo escritor Laé de Souza, e aprovado pelo MEC.

Após receberam o material, leram, debateram e desenharam alguns personagens das crônicas. Finalizando, escreveram redações, sendo escolhidas as três melhores de cada série, as quais foram enviadas para o escritor, que presenteou cada vencedor com uma de suas obras.
Esse trabalho foi realizado com a professora de Literatura Cristina Reis Rossi, e os alunos premiados foram: da 7a série, Betina Reis Rossi, Francis da Silva Nunes e Marcos Vinícius Oliveira da Silva; e da 8a série, Artur da Silva Jardim, Caio Lucas Velloso e Saulo Lamha Rocha.

Leia a seguir uma das redações premiadas.
Fonte: Colégio São José

BAR ESPERANÇA
Dentinho é um menino sonhador, vive sonhando com riquezas e fama, porém sua realidade é outra. Todos os dias acorda bem cedo e desce o morro até o centro para vender suas bugigangas (balas, doces, chicletes).

Vê as outras crianças indo para a escola e sonha um dia ter essa oportunidade.

Numa manhã quente de segunda-feira, o menino desanimado senta-se na calçada e ora a Deus para que o livre dessa penúria. De repente, escuta um “psiu”.

Aproxima-se dele um senhor bem vestido, modos refinados e interroga por que ele estava na rua e não na escola.

Dentinho explica que não dá. “A vida tá dura, moço, tenho que ajudar lá em casa.”

O homem, de nome Manoel, agacha-se e começa a saber sobre a vida de Dentinho.

Condoído com a vida triste do garoto, tem uma idéia: “Vou levar você para trabalhar no meu restaurante”.

O garoto hesita, pensa e aceita a proposta.

Lá chegando, conhece todos os funcionários. Seu Manoel chama de repente um dos garçons, de nome Esmeraldo, um tipo simpático, educado, gente boa.

Dentinho larga suas traquinagens e segue Esmeraldo por todo o restaurante. Aqui e ali o garçom vai explicando como as coisas funcionam. Avisa ao menino que ele pode aprender muita coisa, inclusive estudar após sair do trabalho. Ele veste o avental e se olha no espelho. Sente que agora é gente. A oportunidade chegara para dar-lhe chance na vida.

Seu Manoel abre o estabelecimento e os fregueses começam a chegar para o almoço.

O novo garçom empina o corpo, dá um sorriso matreiro e diz:

- Pode chegar, minha gente, o bar Esperança aguarda por vocês com o que lhe há de melhor.
Bettina Reis Rossi

FESTIVAL DE CURTAS
Aconteceu no Centro Cultural Espaço Mascarenhas, do dia 4 ao dia 8 deste mês de junho, a 3° edição da Mostra Competitiva Audiovisual Acadêmica, “Universo Olhar Digital”.

O evento, realizado pela Universidade Salgado de Oliveira, contou com a participação de alunos de várias instituições públicas e privadas, sendo o júri formado por pessoas ligadas ao audiovisual, que elegeram trabalhos dos gêneros ficção e documentário.

Em entrevista ao site da Universo-JF, o jurado Sérgio Rodrigues, apresentador do MGTV 1ª Edição, fala sobre a importância da Mostra Acadêmica Olhar Digital. “É fantástico e muito bonito ter contato pela 1ª vez com esse tipo de evento. O que se vê são trabalhos diversificados, tanto de alunos de períodos adiantados, como de alunos que estão começando agora”.

Segundo Sérgio, esse projeto significa dizer que as pessoas que estão envolvidas, realmente gostam e têm noção do que estão fazendo. O jurado se diz encantado e até surpreso. Ele afirma ainda que materiais como esses deveriam ser exibidos em televisão aberta e em canais educativos.

“É importante mostrar para Juiz de Fora que as escolas de comunicação da cidade têm condições de produção de material de cinema e estão capacitadas a promoverem outros eventos, como o Olhar Digital, para um público maior e aberto à participação da comunidade”, conclui.
Marisol Ribeiro

CINEART SARAU
Um telão de 9 metros de altura foi instalado no parque Halfeld para abrir a curta temporada do Cineart Sarau em Juiz de Fora.

O evento, patrocinado pela Petrobras, levou centenas de pessoas ao parque, onde puderam apreciar um pouco do cinema brasileiro, com a exibição gratuita do longa “Se eu fosse você”.

O Cineart Sarau é uma mostra de filmes nacionais, além da apresentação de grupos
locais de teatro, circo, oficinas e cursos.

O projeto, criado em Minas Gerais em 2006, tem o objetivo de ampliar o intercâmbio cultural das diversas manifestações artísticas regionais, visando a revitalização de espaços de importância histórica e cultural das principais cidades brasileiras.
Marisol Ribeiro

Coluna nº 203

Atualização quinzenal

FEIJOADA DO PAN
Com a presença do prefeito de Juiz de Fora, Alberto Bejani; do então ministro interino do Esporte, Wadson Ribeiro; do secretário de saúde do Estado, Marcus Pestana; do presidente da Cemig, Djalma Moraes e muitas e muitas personalidades de Juiz de Fora e do Brasil, a Feijoada do Pan teve sabor agradável e cerveja gelada. Não só cerveja, mas tira-gosto, cachaça, vodca, rum, café, brindes significativos e tal. Até uma motocicleta foi sorteada.

Mil e setecentos convivas, recepcionados e cumprimentados um a um pelo sorridente e vitorioso anfitrião, esbaldaram-se tranquilamente no espaço La Rocca, que estava inaugurando. César, pra quem não conhece, é do tipo bacana, fala baixo, simpático, agradável e inteligente. Tirou foto com todo mundo, e todo mundo tirou foto.

Quinze anos de caldeirão quente! Mais uma vez, não podia estar melhor a maior festa particular de JF e de muita cidade boa por aí: sete horas de agradabilíssimo convívio social. O som começou com a participação da Brazillian Jazz, passou por Flavinho da Juventude-Sandra Portela e terminou com a Banda Maria. Música da boa.

A turma que representou Bicas na Feijoada do César Romero manteve ânimo full-time, dissipando vibração invejável. Registrar que as mais bonitas e criativas camisetas da comemoração, customisadas por Rosana Amaral, só para elas, realçaram.

Josete, Veiguinha e Zé Kodad (Foto Arcélio)

 

 

 

 

 

 

Aloma Galil, Sandra Cristina, Marta Reis, Rosana Amaral, Lu Leal, Simone Machado, Salma Iásbeck Jorge e Vânia Piccinini (Foto Ferreira)

 

 

 

 

 

 

 

 

Zé Arnaldo, Nem Abrantes, Ricardo Bertelli, Fran Galil, Gladstone Campos, Nelson Júnior e Cezar Prata (Foto Arcélio)

 

 

 

 

 

 

 

BRASILEIRÃO EM JF
Neste mês, graças aos jogos Pan-americanos, os “mineiros” de JF vão ter a opção de ver in loco duas partidas do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Depois de confirmada a peleja entre Flamengo e América-RN, dia 25, a CBF também marcou, na seqüência, o jogo entre Botafogo e Juventude para o Estádio Mário Helênio, dia 26. Ambas as partidas vão ser realizadas às 20h30.

Os confrontos foram transferidos do Maracanã para o Municipal.

MEIO AMBIENTE
No mês em que se comemorou o Dia Internacional do Meio Ambiente (5 de junho), a vereadora Hudsonina Sarto propôs ao prefeito Honório de Oliveira que seja aberta ao público uma antiga mina d’agua existente nos fundos do Horto Florestal.

PERCUSSÃO
Hélio Tibúrcio e o mestre Scooby criaram a Escola de Percussionistas da Mocidade Independente das Abelhas. As aulas acontecem todo sábado, às 14h30, na EM Maria Antonieta.

Se o leitor já sabe falar papai e mamãe pode comparecer no campo do leopoldina.

15 ANOS
O aniversário de 15 anos de Sâmara Elias Stephani, filha de Malack e Wanderson Stephani, foi inesquecível para a família e para a sociedade.

Primeiro, houve missa na Matriz, eloquentemente celebrada pelo padre Cássio Barbosa de Castro.

Num segundo momento, só pela decoração da escadaria do Clube Biquense, os convidados já sentiam premonição de uma grande noite de alegria e prazer. E… aconteceu mesmo: uma das melhores recepções já presenciadas na cidade.

O palco central, com belos arranjos e mesas elaboradas, ficou destinado exclusivamente às aparições da bonita Sâmara, que trocou de vestido várias vezes. Fotos, telões, luzes.

No palco 2, montado especialmente para a festa, apresentou-se o conjunto Samuel & Banda. Bailando pelo salão, artistas da dança do ventre completaram a mágica comemoração.

Martha’s Buffet e o decorador Toninho Aleixo arrasaram em suas funções. De novo, é preciso repetir: inesquecível!

Sâmara Elias Stephani (Foto Adelson)

 

 

 

 

 

 

 

 

Sâmara e seus pais, Malack e Wanderson Stephani (Foto Adelson)

 

 

 

 

 

 

 

 
UM PEDACINHO
Jornalista, começou sua carreira como repórter do Jornal do Brasil no Rio de Janeiro.

Em São Paulo, manteve colunas em diversas publicações como o Jornal da Tarde e Folha de São Paulo. Além disso, criou e dirigiu, durante dez anos, a primeira revista brasileira de áudio e música, a Somtrês, além da FM Excelsior, atual CBN.

Na televisão, ficou mais conhecido como repórter, participando de quase todos os programas jornalísticos da TV Globo e cobrindo os mais importantes eventos como Copas do Mundo, Olimpíadas e diversos festivais.

Desde 2000, ele comanda a série de reportagens “Me leva Brasil”, no Fantástico.

Estamos falando de Maurício Kubrusly que, depois de 400 mil quilômetros percorridos por todo território brasileiro, lançou o livro Me leva Brasil: a Fantástica Gente de Todos os Cantos do País, mostrando um pouquinho de sua cultura para estudantes de jornalismo de diversas faculdades de Juiz de Fora.

A palestra foi realizada no Fórum Benjamin Colluci, que levou centenas de pessoas ao Tribunal de Júri, onde puderam presenciar o jornalista contando um pouco de sua experiência vivida no quadro.
Marisol Ribeiro

IMPORTÂNCIA DA LEITURA
Escrever um livro é fácil – dizia em 1909 o escritor Feliz Dahan. Basta ter uma caneta, um tinteiro, papel e talento. Hoje, o computador facilita tudo e até ajuda quem não tem talento.

Publicar um livro é fácil – diz o editor Pietro Petraglia. As editoras são muitas, estão sempre no encalço dos bons autores e as gráficas estão cada vez mais sofisticadas. Basta o escritor ter dinheiro, ou um patrocinador para que mil exemplares do livre fiquem prontos em uma semana.

Vender livro é mais fácil ainda, afirma o livreiro Carlos Mônaco. Todo livro é bom, tem seu valor e seu público. Basta promovê-lo à condição de obra interessante.

Mas, ler um livro já não é tão fácil assim. É preciso ter interesse pelo conhecimento, saber como vencer a preguiça, encontrar e sentir prazer na leitura. Só os fortes de espírito, os vocacionados para o saber sentem o quanto é importante o hábito da leitura. Estes sim, conquistam o respeito e a admiração do público e podem, inclusive, conquistar a imortalidade acadêmica.

A falta de leitura faz com que os talentosos sejam minorias em qualquer parte do mundo.
Júlio C. Vanni

EXPO/2007
A Total Empreendimentos e Arizona Company promovem, de 21 a 29 de julho, com o apoio da Prefeitura, a 37a Expo Bicas, com direito a camarote Trip.

As principais atrações são: Falamansa (quarta-feira, 25/07, entrada franca), Banda Eva (quinta-feira, 26/07), Bruno e Marrone (sexta-feira, 27/07) e Paralamas do Sucesso (sábado, 28/07).

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (32) 3271-1118 ou (32) 9949-2128.

VIAGENS POR NOSSAS MINAS GERAIS
Segunda Parte

Do MONTE AZUL, um MORRO VELHO, aquela BELA VISTA DE MINAS: um BELO VALE, um RIBEIRÃO VERMELHO, um RIBEIRÃO DAS NEVES, um RIACHINHO a lacrimar, BICAS de palmeiras, BIQUINHAS de BAMBUÍ, MONJOLOS e a ALAGOA com CRISTAIS, ESMERALDAS e TURMALINAS.

Ajustei a ALPERCATA e no SALTO DA DIVISA finquei BANDEIRA na DIVISA NOVA com os PAULISTAS. Vi ALVORADA DE MINAS a partir de BELO MONTE e um BELO HORIZONTE, no velho CURRAL DEL REI.

Noutras DATAS viajei pra PASSA TEMPO. Uma beleza. PASSA QUATRO e PASSA VINTE foi o término da CONTAGEM. Joguei no bicho em MARIA DA FÉ, xadrez em TABOLEIRO, ouvi TIROS no RODEIRO de MUTUM, ALMENARA e MANTENA. Mas tive sorte e BOM SUCESSO. A fé no BOM JESUS DO GALHO foi meu AMPARO DA SERRA. Gritei por BOM JESUS DA PENHA e SANTA BÁRBARA, puxei o ROSÁRIO DE MINAS, corri pro CAMPANÁRIO e rezei na CAPELINHA. E salvo por pura PIEDADE, construí CAPELA NOVA e converti-me ao SACRAMENTO.

No CAMPO FLORIDO dos jardins da DONA EUZÉBIA comprei mudas pro FRUTAL de LIMA DUARTE. Em GUIDOVAL houve início de uma briga ao comprar veneno pra FORMIGA. Fugi para CAMPESTRE e num roteiro bem maluco, por ASTOLFO DUTRA e UBÁ, subi a mantiqueira deixando de lado LAVRAS e BARBACENA, saltei a represa dos CAMARGOS e, pelos planos de VARGINHA, fui parar lá em ALFENAS.

Por toda esta MINAS NOVAS, nesses anos e viagens, vi as festas mais estranhas. De protético em TIRADENTES, de PESCADOR em PIAU e LAMBARI, de modelo em FORMOSO, de rezador em BOM DESPACHO e, de toda esta gente reunida, num RECREIO animado, a curar a RESSAQUINHA.

Na terra dos INCONFIDENTES, meti-me na política. Em grandes ARCOS e alianças mais ousadas, fui ser cabo eleitoral de TEÓFILO OTONI a VALADARES. Fiz CAMPANHA pros PRESIDENTES: BERNARDES, JOÃO PINHEIRO, OLEGÁRIO e SOARES. E bati PALMA para o PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK que de tão bom, virou duas cidades. Mas a política foi o BONFIM deste pobre AVENTUREIRO perdido nas GERAIS.

Evidente que nestas viagens levei TOMBOS, estraguei minha COLUNA, padeci com DORES DE INDAIÁ e cultivei as CARRANCAS deste velho CHIADOR. Mas não carrego mágoas e nada além das rugas que se trata com PITANGUI.

Um dia, pelas barrancas da ÁGUA BOA, num RIO NOVO recém DESCOBERTO, joguei a barca do Miranda e atravessei pro distrito de VISTA ALEGRE. Ali, numa ESPERA FELIZ, aguardei a velha maria-fumaça da infância e voltei pra LEOPOLDINA. Hoje não viajo mais. Voltei para o convívio dos amigos: ANDRÉ FERNANDES, ANTONIO DIAS, CÁSSIA, CLAUDIO, CONSOLAÇÃO, DIONÍSIO, ELÓI MENDES, GONZAGA, MARIANA, MEDINA, VIRGÍNIA e o bom gaúcho VERÍSSIMO.

E lhe peço, leitor, mil PERDÕES se omiti a sua cidade. É a memória que já não PASSABÉM. De qualquer forma, desejo que SÃO JOÃO NEPOMUCENO e todos os outros “SÃOS, SANTAS e SANTOS” DE MINAS nos protejam.
José Luiz Machado Rodrigues

Arquivos
Categorias