Arquivo fevereiro, 2007

Coluna nº 196

Atualização quinzenal

CARNAVAL 2007
Prefeito Honório de Oliveira, diretor de Cultura Alex Mendes (coordenador do Carnaval), secretária Celita Alhadas, vereadores Hudsonina Sarto e Kikinho ressaltaram a qualidade do carnaval biquense, que vem se firmando a cada ano…

Baile do Vermelho e Branco no Esporte CB manteve a tradição. Bom evento. Cheio, mas aquele cheio gostoso, e agora com circulador de ar. A Overdose Caip Folia, com o DJ Celinho Negrão, no Bar do Pompa, recebeu a moçada com muito som e birita…

Pela primeira vez, a Rádio Alternativa FM transmitiu flashs, principalmente, da Tenda Oficial da Folia e da Passarela do Samba, com a presença da Coluna e o apoio dos locutores William Dolavalle e Aloízio Barros, que, pra completar, deu um show extra na técnica. Apoio: Prefeitura de Bicas, Bar do Gilmar e Credivalor…

Em meio às apresentações dos grupos Fazendo Arte e Mensageiros do Samba, a Alternativa recebeu vários e-mails de Bicas, da região, do estado, do país e do exterior. Internautas pedindo pagodes, sambas, etc. Ações por intermédio da home page www.radioalternativafm.com…

Inovações na folia: uma quadra na Tenda para a galera pular sem dó. Outra: a presença de uma banda diferente a cada noite. Ei-las: Sambart do Brasil, Estágio 55, Karametade e Triburbana. Mais uma: o Zé Augusto Lamarca, muito sacana, distribuiu, gratuitamente ou não, a bebida-dinamite “Trombada de Bode”…

Os presidentes André Rossi, do Esporte CB, e Ério Silva, do Clube Biquense cancelaram, acertadamente, os bailes carnavalescos que iriam para o ar, no sábado (CB) e na segunda (ECB). Repito o que disse na resenha do ano passado: o carnaval de clube precisa ser repensado, reavaliado, revisto; porém, reaproveitado…

Serginho Abacate, animado, além de puxar para o HV, participou do pagode na Tenda e das rodadas de nostalgia na casa do Joel Antunes. Victor João Cúgola, Magela Ramos, Cezar Prata, Rubinho Taxinha, Donana, Fernando Coca-Cola tomaram um uísque “diferente” no Bar do Gilmar. Teve dona que até dormiu de calça jeans, causa disso…

Saboreando uma cerva “de leve”, na Tenda: Lúcio Flávio Borges, Luciano Borges e o vice-prefeito Amarildo Mayrink. Noutra mesa, claro, o ex-prefeito dr. Barreto e Eliane. Guducho, cheio de relembranças (Pode chover, pode serenar…) enviou e-mail ao presidente do HV, Vinícius Soares, justificando a ausência. Compromissos profissionais…

O Bloco da Cana pintou “daquele” jeito: completou 27 anos cheio de goró e cada vez mais animado, com folião sobrando pelos tratores. Problema da salaiada e companhia é que a concentração começa muito cedo. As dez da matina já se via componentes “preparadíssimos” (Marcinho da Prata, etc), “no ponto”, desfilando pelas ruas da cidade. Wandinho Stephani e cia, do alto, mandou ducha fria “de com força” pra cima do pessoal…

Presenças discretas na folia, apenas a rever familiares e amigos: José Maria Machado Veiga, Clarel Lhamas, Nilton Carlos Motta Amorim, Aidê Galil, Geraldo José Alves Felipe (exceto a participação no Bloco do Urubu), Márcio Gomes, Aldo Bottino e as irmãs Maria da Glória de Oliveira (Gogóia) e Maria Aparecida de Oliveira (Tica). Parêntesis: alguém viu o Ricardo Carvalhaes Machado e suas famosas fantasias de Homem Aranha e Batmam?

Já que me lembrei, o Bloco do Urubu estava populoso e com vigor. Também, qualquer um entra. Brincadeirinha (séria). Quando escrevo sobre o Carnaval e a Expô não anoto nada, mando ver aquilo que me vem à cuca na hora de teclar. Então, quem quiser dizer algo mais, é só me enviar…

Acesse: www.prataautomoveis.com.br

A MELHOR?
Várias pessoas que mexem com escola de samba afirmaram – e eu concordo – que foi o melhor ano da Real Biquense, em termos de visual. Por óbvio, carro alegórico e luxo é o que todos mais observam, pois é o que mais chama atenção na “boleira”.

Ninguém se atém muito a detalhes, ainda mais quando não há concurso, como é o caso dos desfiles em Bicas, há anos.

Tomando-se por base os 10 quesitos da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro), os jurados não estariam cometendo injustiça se dessem nota máxima à Real em “Alegorias e Adereços” e “Fantasias”.

Daí a se tornar campeã, são outros quinhentos.

A Real teria que disputar os restantes oito quesitos com a Mocidade das Abelhas e o HV.

Bateria, Samba-Enredo, Harmonia (entrosamento entre o ritmo e o canto), Evolução (é a progressão da dança de acordo com o ritmo do Samba que está sendo executado e com a cadência da Bateria), Enredo, Conjunto (é o “todo” do desfile, ou seja, a forma geral e integrada como a Escola se apresenta), Comissão de Frente, Mestre Sala e Porta-Bandeira.

Essa é a realidade.

Realidade essa que não seria entendida por muita gente, caso houvesse concurso e caso a Real não se sagrasse vencedora, como aconteceu em 1982, quando a agremiação da parte baixa perdeu para a verde e rosa, que trouxe o enredo “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, muito bem desenvolvido pelo saudoso artista plástico Octacílio Moreira.

Sublinhar que diretoria, componentes e torcedores da Rosa de Ouro e do Areião, vivas à época, também se indignaram.

Naquele ano, a Real apresentou o tema “Brasil Tri-Campeão, Garrincha Alegria do Povo”. O craque das pernas tortas, grande gênio do futebol, inclusive, desfilou. Só que, não teve jeito, os outros quesitos foram apurados.

DUPLO BRINDE
Fernanda Gomes de Souza, o marido Fernando e a filha Daniela passaram o carnaval na Disneylândia.

Fernanda aniversariou em plena segunda-feira, dia 19 de fevereiro, e Daniela comemorou sua aprovação em Administração de Empresas, na Universidade Federal Fluminense.

Em Bicas, no Bar do Gilmar, os pais e avós, Rosália e Milton Fernando Gomes de Souza, curtiram, em sintonia astral e espiritual, a felicidade das “pimpolhas”.

ZÉ KODAK
O gente-fina Zé Kodak sempre é ponto de referência para os carnavais de Juiz de Fora, onde recebe as mais variadas homenagens, mas, este ano, extrapolou.

A Banda Daki, da qual é o grande general, virou enredo do GRES Unidos de São Mateus, promoveu grande Baile Pré-Carnavalesco no Sport Club e teve sua memória exposta no Fórum da Cultura.

Pra completar, o Zé tem fôlego de sobra e utiliza-o participando de todos os eventos da folia juiz-forana. No pré, durante e no pós.

FACTORY
A publicitária Maria Angélica Rebouças vai comemorar 25 anos de colunismo social em JF com a megafesta Remember Factory, que acontecerá, dia 24 de março, no Comemorate, com muitas atrações. A Blitz, em sua formação original, está confirmada.

Os empresários cariocas Ricardo Stambowsky e Luiz Celso Monteiro de Andrade estarão presentes e vão recordar fisicamente a Factory, a mais importante e agitada danceteria por eles montada na cidade na década de 80.

Lembrar que a sociedade prestigiava muito a bombástica casa noturna, que recebia habitualmente gente famosa de São Paulo e do Rio de Janeiro, divulgando JF nos principais meios de comunicação do país.

E… pela onda que se percebe, está com cara de que o acontecimento vai marcar época. Stambowsky e Monteiro vão receber, ainda, Título de Cidadão Honorário, proposto pelos vereadores Rose França e Romilton Faria.

“O Castelo”, imenso e belíssimo Carro Alegórico da Real, foi o grande destaque do Carnaval/2007…


INFORMATIZAÇÃO DA BIBLIOTECA
A Biblioteca Municipal Profa. Maria Luíza de Mendonça Baeta, não é apenas um espaço da leitura e empréstimo de livros, mas também um lugar onde se aprende a jogar xadrez, acontece ensaios de peças teatrais, saraus, pesquisas, etc.

Possui ainda um acervo de 15.000 livros, quantidade esta que vem crescendo a cada dia, devido a doações e aquisições de novos exemplares pela atual administração. Aquisições de livros infanto-juvenil, como Harry Porter; Código da Vinci; variadas obras de Paulo Coelho e clássicos da Literatura Brasileira que atendem aos vestibulandos.

Com uma demanda de atendimento em torno de 1000 usuários/mês, a atual administração está informatizando a Biblioteca para oferecer um atendimento ainda mais rápido e eficaz.

Nós, da Biblioteca Municipal, convidamos toda a população, independente da paixão literária, profissão ou condição social para visitar este patrimônio cultural que já se tornou um centro dinâmico de cultura, de participação, encontro e convívio de pessoas da comunidade.
Rosina, Márcia e Luciana

Acesse: www.rosanaamaral.com.br

DEMOCRATIZAÇÃO
A artista plástica Adriana Alhadas resolveu democratizar seu trabalho ao criar a linha de t-shirts. Cada uma mais bonita que a outra, como comprovaram os amigos do almoço que ela e a psicóloga Carmem Pereira fizeram na casa do Vale dos Peões. Entre os convidados, Elimar e Antenor Salzer Rodrigues.
Fonte: jornal Panorama – Coluna Douglas Fazolatto

SATISFAÇÃO
Só depois da apresentação de domingo, soube que o HV não ia desfilar na terça-feira. O motivo de a Coluna não apresentar fotos da escola do saudoso Tressinnha é que o renomado fotógrafo PJ Fonseca (sem agenda para o domingo e caríssimo) foi contratado para atuar apenas no último dia.

Mesmo assim, contatei com o presidente Vinícius Soares, explicando a situação e pondo a Coluna aberta a receber imagens do grêmio, o que não aconteceu até a data de hoje.

Quem tiver fotos do HV, e se interessar, pode enviar, pois serão publicadas na próxima edição.

MOCIDADE INDEPENDENTE DAS ABELHAS
Tânia da Abelhinha, comandante da Comissão de Frente formada só por mulheres grávidas…



Os intérpretes do samba: Denílson Venturelli, Dorniê (sapeando), Denílson Farias, Cosica e Siri…



O cabeleireiro Bolão…



Sara Iásbeck Jorge…



Betitho Rossi…



A porta-bandeira Marlene…



Márcia Marques…

Alécio de Melo (Foto Adelson)…

REAL BIQUENSE
Elvira Rossi…

Leda Márcia Fonseca e seu filho Arthur…

Lucilene Bertelli Alhadas…

Naldo e André Rossi…

Rita do Salim…

Margareth Rossi…

João Paulo Batista…

Marta Helena Rossi e Ubiratam…

Coluna nº 195

Atualização quinzenal

CARNAVAL
10 de fevereiro – 20h: Brabulêtas Fremosas, Turma do Gole e Tôa Tôa… 22h: Festa à Fantasia Buana Verão (Bebida Liberada), com escolha da Rainha do Carnaval 2007… Baile G de Máscaras, no Clube Biquense.

16 de fevereiro – Baile do Vermelho e Branco no Esporte CB… Overdose Caip Folia, com o DJ Celinho Negrão, no Bar do Pompa.

17 de fevereiro – 15h: Roda de Pagode na Tenda Oficial com o Grupo Fazendo Arte e Mensageiros do Samba… 20h30min: Abertura do carnaval com desfile do Rei Momo e da Rainha do Carnaval… Desfile dos Blocos Acadêmicos da Manguaça, Contra Mão, Em Cima da Hora, Piranhas da Rua da Caixa, Tira Couro, Pingo D’agua, Rosa de Ouro e Entra Pra Vê… 00h: Banda Sambart do Brasil.

18 de fevereiro – 14h: Roda de Pagode na Tenda Oficial… 16h: Bloco da Cana, La Belle… 17h: Matinê… 21h: Sapolândia… 22h: Desfile das Escolas de Samba Mocidade Independente das Abelhas, Real Biquense e Unidos do HV… 00h: Banda Estágio 55.

19 de fevereiro – 14h: Roda de Pagode na Tenda Oficial… 20h: Desfile dos Blocos Beto Alegria, Bloco da Mamãe, Conta Mão, Divinas do Buraco Quente, Deixa Vir, Pingo D’Agua e Bloco do Urubu… 00h: Baile das Máscaras no Esporte CB… Na Avenida, Karametade…

20 de fevereiro – 14h: Roda de Pagode na Tenda Oficial… 17h: Matinê… 22h: Desfile das Escolas de Samba Real Biquense, Unidos do HV e Mocidade Independente das Abelhas… 00h: Banda Triburbana… 06h: Bloco do Pijama e Galo da Madrugada.

Acesse: www.rosanaamaral.com.br

RÁDIO ALTERNATIVA
Com a minha participação e amparo de toda a equipe, principalmente do William Dolavale, Aloízio Barros, Deusdeth Rodrigues e Giovani Rocha, a Rádio Alternativa FM vai transmitir o carnaval direto da Avenida.

Apoio: Prefeitura de Bicas.

Ouça a Rádio Alternativa FM, em qualquer lugar do mundo, através da página www.radioalternartivafm.com.

DAKI
A Banda Daki – puxada pelo general Zé Kodak – agora é Patrimônio Cultural. A UFJF, através do Fórum da Cultura, promovem, desde o dia 08 de fevereiro, a Exposição Banda Daki, na Galeria de Arte e Museu de Cultura Popular, localizada na rua Santo Antônio n. 1112.

XADREZ
Por ser considerado erroneamente um “jogo de elite”, o xadrez sempre teve pouca visibilidade. Pensando em unir os praticantes dessa arte em Bicas e região e divulgar mais o jogo é que surgiu o Clube de Xadrez Chaturanga.

Com o apoio da Prefeitura Municipal, que cedeu o espaço na Biblioteca Municipal, as reuniões do clube acontecem todas as quintas e sábados, às 20h.

O clube tem como fundadores Gilder Maroco, Leonardo Furtado Silva, Érika Ribeiro, Fernando Marques de Souza Filho, Derci Rocha entre outros praticantes e apreciadores do jogo.

Estamos preparando para breve torneios para divulgação do xadrez, bem como alguns projetos de inclusão social, já que o xadrez proporciona aos praticantes o estímulo à criatividade, concentração, memória, raciocínio lógico, além de incentivar, como todo esporte, a socialização e a cidadania.

O Chaturanga está aberto a todos que quiserem aprender ou praticar o xadrez.
Fonte: Transparência – Informativo da Prefeitura de Bicas – Gilder Maroco

CHATURANGA
Cientistas geralmente assumem que o jogo Chaturanga surgiu na Índia, no século VI e VII da era cristã e é a mais velha forma de xadrez. Similar em aparência com o xadrez atual.

EFETIVAÇÃO
Alberto Bejani efetivou, dia 05 de fevereiro, o engenheiro Amílcar Monteiro da Silva Rebouças como secretário de Política Urbana, cargo que vinha exercendo interinamente, desde o dia 24 de outubro.

No final de 2006, o prefeito já havia dado sinais de que iria mexer no primeiro escalão para assegurar uma equipe mais coesa, inclusive com o seu projeto político para 2008. Ainda é uma incógnita se haverá mais mudanças.

CORREIO ELETRÔNICO
Bom dia, Zé Arnaldo!
Me chamo Gabriela e moro no Rio de Janeiro. Gosto muito de Bicas por causa de meus queridos parentes que aí estão.

Acompanho suas notícias sempre que possível e me sinto informada dos acontecimentos dessa cidade linda e acolhedora.

Freqüento Bicas há anos. Minhas férias de infância foram todas passadas aí e, hoje em dia, com a vida agitada, só vou de vez em quando e aí está a minha indignação!!!

Passei 2 semanas em Bicas na casa de meus tios e muitas coisas me deixaram chateadas. Parece que a cidade não tem mais a alegria de outros tempos:

as praças cheias, os adolescentes nas ruas, que mais parecem becos escuros, pois falta iluminação em boa parte da cidade.

Nessas duas semanas que fiquei aí, faltou água 3 dias; os canais de tv sempre estavam sendo mudados, mexeram o tempo todo nas antenas e a qualidade do pão daí é questionável!

Obrigada, Zé…
Isso é um apelo para fazermos de Bicas um lugar mais agradável de estar…
Abraços
Gabriela Potes

RESPOSTA
Veja bem, Gabriela: Bicas é uma cidade pequena, de apenas 15.000 habitantes, e não bomba tempo integral, por falta de “material humano”. Penso que os 15 dias passados por você na cidade deva ter sido no período brabo das chuvas.

Não é todo dia, mas há ocasiões em que as praças estão movimentadas e a moçada está nas ruas. Quanto aos becos escuros, falta d’agua e problemas com os canais de tv, também, só posso atribuir aos temporais.

Acho boa a qualidade dos pães da cidade.

De qualquer modo, a Coluna abre espaço aos responsáveis para responder, caso queiram, seus questionamentos.

Desejo-lhe felicidades e que continue ligada em Bicas.

DOUTORADO
Para orgulho de seus pais Janete e Hélio Mendes e felicidade de seus familiares, Evandro Luis Mendes recebeu dia 15 de dezembro de 2006 o título de Doutor em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, tendo como tema de sua tese “Uma metodologia para a avaliação da satisfação do consumidor com os serviços prestados pelas distribuidoras de energia elétrica”.

Evandro é funcionário da NOS – Operadora Nacional do Sistema de Energia Elétrica no Rio de Janeiro.
Fonte: jornal O Municipio

NÓIS E ELES
Um espetáculo de bom nível com muita gente bonita, cultura e arte. “Nóis e Ele”, realizado no Pallazzo Di Fiori, dia 02 fevereiro, teve como atração principal Giorgi Rossi. O ator deu um recado sutil (com conteúdo) ao interpretar dois personagens: O Profeta e a Doutora Pâmela.

Em baixo da grande tenda decorada e, de frente para as artes trabalhadas ao vivo, o público esteve concentrado, acompanhando tudo com satisfação, que só terminou por volta das 02h30min. A música, tocada entre as apresentações teatrais de Giorgi, ficou por conta do trio Denilson Venturelli, Suzana e Ricardo Lamha. Show acústico de primeira.

A interação e reação uniformes da platéia foi outro espetáculo a sublinhar. Muitos adultos e jovens se confraternizaram, tomando aquele banho de cultura.

Georgi Rossi…

Denílson Venturelli, Suzana e Ricardo Lamha…


Pintura ao vivo… Thaís Moreira…


Gerséia, Leonardo Machado, José Carlos Araújo e Laila…


Gilson Lamha Filho e Cristiane…


Neusália Ramos, d. Dalva Ramos e Genésio Ferreira…


Balthazar Faria e Fernanda…


Tancredo, Luzinete, Alyssa, Luciana, Douglas, Mônica e Cristina…

TÔA TÔA
Uma garotada de Guarará formou uma banda e mandou bala no Bloco Tôa Tôa. Moçada tocou barbaridade e encheu os pulmões em frente ao Bar do Gilmar, na rua Capitão Pedro Assis Amaral, dia 10 de fevereiro.

De longe, o maestro João Gonze observou suas “crias”.

Acesse: www.prataautomoveis.com.br

BRABULÊTAS
O “Bloco das Brabulêtas Fremosas Gay Fantasy Meninas do Edir” se modificou. Os foliões tradicionais foram se afastando ano a ano e, atualmente, a massa brincalhona está sob o comando do gente fina Marquinho Cabeleireiro.

Marquinho organizou tudo, levantou fundos, meteu camisa no bloco e saiu divinamente num Carro Alegórico, amparado por vários seguranças trajados só de tanguinha.

SAMBAS
Imprima os sambas e venha pra avenida cantar…

GRES MOCIDADE INDEPENDENTE DAS ABELHAS
Enredo: Abelhas 30 anos
Presidente: Lair
Carnavalesco: Reginaldo Zacarias
Compositores: Tê do Cavado, Cosica, Siri, Dorniê e Adriano di Mello
Intérpretes: Denilson “Mensageiros” Farias / Paulo César “Siri” Leocádio

ABELHA… Tanto favo quanto mel
Tem na Comissão de frente a bateria chapa-quente
E é lindo o Carnaval

Oba, oba
Carnaval com alegria
Sou mais uma Abelha que brilha
Mostrando a família Leopoldina

30 anos na avenida
É mais que uma vida, de ilusão e fantasia
Edgar foi inspirado, Caixote iluminado
De amor e de alegria

Que lindo a natureza, Nelson Ramos emocionou
A raça negra exaltei
Com Xica da Silva dancei
E Zumbi presenciou

Amazônia… o verde da esperança
Viajei na Internet e a gente não se esquece
Que o nosso Carnaval abalou (abalou)

Abrem-se os portais do tempo
E Zeus abençoou
Sou da Abelha, sou Brasileiro
É festa o ano inteiro e eu vou

Cair na folia é só começar
Essa colméia não tem hora pra acabar

GRES REAL BIQUENSE
Enredo: Um por todos e todos por um: As aventuras dos três mosqueteiros de Alexandre Dumas
Presidente: Francisco Carlos Filho (Branco)
Carnavalesca: Cristina Maria dos Reis Rossi
Compositores: Kim da Ilha, Cleber Teixeira, Santiago, Anselmo, Arruda e Graça
Intérpretes: Cleber e Kim da Ilha

Cheguei… No mundo da fantasiaDelirando na magia meu amor
Por que sou Real Biquense
Abrilantando o carnaval da gente

O encanto continua
No fascínio da estória
O clássico da literatura
Com romantismo e glória
No século XVII
Na França das aventuras
Das batalhas, humor e traição
A obra rara da imaginação

O três mosqueteiros do Rei
Athos, Porthos e Aramis
D’artagnam, um lema em comum
Um por todos e todos por um

Os personagens dão vida ao drama
Na trama sangrenta do poder
Lutam… Católicos e Protestantes
Amar é religião dos amantes
Vêm os bravos mosqueteiros
Defender a coroa e libertar
Das masmorras do castelo
O homem da máscara de ferro

São os heróis do bem
Que vem combater o mal
Hoje tem samba na corte
No grande baile Real

GRES UNIDOS DO HV
Enredo: Recordar é viver… Pode chover… Pode serenar…
Presidente: Vinícius Soares
Carnavalesca: Andréa Cortat
Compositores: Serginho Abacate e Guducho
Intérpretes: Serginho Abacate, Serginho e Zé Arnaldo

Busquei no verde esperança
Bordei em rosa a essência de um amor

Mas Deus colheu todas as estrelas, como o jardineiro colhe a flor ô ô ô

E eu voltei

Voltei a ser a própria fantasia
Na alegria de um menino sonhador
Canta avenida
O meu mundo de criança despertou
Ser um príncipe encantado
Não ser um super, mas herói pro meu amor

Diga lá quem vai
Diga lá outra vez
Na sua história em quadrinhos eu sou o rei

Pode chover…
Pode serenar…
Na passarela o HV vem desfilar
Se o luar fraquejar e quiser chorar
Eu peço o sol à meia-noite pra brilhar

Arquivos
Categorias