Arquivo janeiro, 2006

Coluna nº 170

Atualização quinzenal

CINEMA
O belíssimo Fama Cine Teatro abriu suas dependências – sala com capacidade para 128 pessoas – dia 20 de janeiro, e o grupo Fama divulgou o seguinte “Comunicado de Inauguração”:

“A ‘Organização Fama’ vem inovar em seu ramo de negócios e trazer cultura e entretenimento à cidade, que é também responsável por seu crescimento e sucesso.

Como realização de um antigo sonho, a inauguração do Fama Cine Teatro vem proporcionar ao cidadão de Bicas e adjacências acesso aos grandes filmes e peças de teatro, além de exposições de nossos inúmeros artistas.

Complementar a educação, trazer lazer às crianças, jovens, adultos e idosos é o grande objetivo de nosso grupo. Venha você também fazer parte dessa nova etapa da história de nossa cidade, onde a ilusão, a fantasia e a informação do cinema e do teatro estarão presentes na tela, no palco e, principalmente, na vida de cada um de nós.

No Fama Cine Teatro, quem faz o papel principal é você!”

ÁGUA SANTA
Um dos maiores pontos turísticos religiosos da região, a Água Santa, agora não só é iluminada pela obra divina, como está também iluminada no sentido real da palavra.

Finalmente a Água Santa tem recebido o verdadeiro tratamento de um santuário: acesso fácil, graças ao patrolamento da estrada, banheiros decentes e luz elétrica.
Fonte: jornal O Município – Léa Alves de Castro

BRABULÊTAS
O “Bloco das Brabulêtas Fremosas – Gay Fantasy – Meninas do Edir” pega no pau da bandeira e vai tremulá-la para dar início ao Carnaval/2006, dia 18 de fevereiro, partindo do Bar do Pompa, na praça São José.

Com a organização de Marquinho Cabeleireiro, as folionas vão ter ao seu dispor caipirinha e cerveja grátis, além de outras surpresas.

Informações adicionais: 3271-1968.

INTERNACIONAL
Em seu giro de fim de ano pela Europa, o diretor do Banco Bic, Fernando Antônio Cavalcanti Nunes Coelho (BH), leu a Coluna do Zé Arnaldo na cidade de Vancouver, no Canadá.

Na foto, o casal Fernando e Patrícia, com as filhas Larissa e Fernanda, tomando “aquele” banho de neve…

RÉVEILLON
Como era de se esperar, êxito de novo para o segundo réveillon comandado pelo presidente do Esporte Clube Biquense, Milton Roberto Fernandes Alhadas, o Salsicha.

Uma bem transada decoração transformou a Quadra Poliesportiva “Olavo Clemente da Fonseca” num ambiente agradabilíssimo. Tema embelezador: “Brasil Rumo ao Hexa”.

Os participantes tiveram direito a Martha’s Buffet, a espumantes, a frutas, a discoteca e ao serviço de baby sitter, mas o que chamou a atenção foi a maciça presença de várias famílias tradicionais da cidade, tipo: Alhadas, Guarnieri, Agrelli, Felipe, Faria, Prata, etc.

Na foto, o casal Walter Lhamas Filho e Denise Guarnieri, ladeando sua irmã, Elaine Guarnieri…

CASAMENTO I
Marselle (filha de Ângela Maria e Zenoni Guingo) e Diego (filho de Edna Lúcia e José Renê de Oliveira Mendonça) casaram-se, dia 10 de dezembro, às 20h, na Igreja Matriz São José de Bicas.

CASAMENTO II
Fabiane (filha de Elizabeth e Victor Raúl Saénz Arévalo) e Rodrigo (filho de Terezinha e Willian Nunes) casaram-se, dia 14 de janeiro, às 19h30min, na Igreja de São José, em Juiz de Fora.

CASAMENTO III
Sílvia (filha de Maria Luiza e Carlos Augusto Machado Veiga) e Edivaldo (filho de Dircéa e Francisco Clemente) casaram-se, dia 07 de janeiro, às 20h, na Igreja Matriz São José de Bicas…

A união civil realizou-se, dia 06 de janeiro, no Pallazzo Di Fiori, onde o destaque foram as apresentações musicais da família Veiga, principalmente, do Carlos Augusto, interpretando renomados boleros e bossas-novas.

BODAS DE OURO
Também, no Pallazzo Di Fiori, dia 07 de janeiro, aconteceu Bodas de Ouro de Irene e José Prata que, na oportunidade, testemunharam o casamento da neta Jéssica Prata e Nelcimar Leite Rodrigues.

Na foto, os casais “em voga”…

QUINZE ANOS
Ainda, na casa de festas mais bonita da cidade, o Pallazzo Di Fiori, dia 20 de janeiro, foi a vez do aniversário de 15 anos de Mariana, filha de Rosane e Adilson…

CORREIO ELETRÔNICO
Boa noite!

Desculpe “invadir” seu e-mail, porém, como estava lendo sua coluna, como sempre faço, tomei coragem para escrever essa mensagem que há tempo tenho vontade de fazer.

Gostaria, primeiramente, de parabenizá-lo pelo site, sempre é muito bom ter notícias de Bicas e região e, pelo jeito, o senhor é uma pessoa bastante simpática.

Conheci Minas e, precisamente, Bicas, em 2001, fiquei maravilhada e voltamos, eu e meu marido, todos os anos desde então, só este não foi possível, devido a um acidente sofrido com meu marido. Ele é daí, da família Monteiro da Silva, e o sonho dele é voltar a residir em Guarará. Espero que dê certo porque a região e o povo são simplesmente “TRESLUMBRANTES”.

Meu nome é Neile, sou nascida e criada na cidade de Londrina-PR, uma cidade muito bonita, mas gostaria muito de morar em um lugar com a solidariedade e simpatia do povo mineiro. Aqui ninguém tem tempo para ninguém, diferente do pessoal daí, onde a gente pergunta como vai a alguém, e esse alguém pára e conta, é ótimo.

Mais uma vez parabéns!

Até a próxima quinzena.

OCORRÊNCIA
Com relação à nota intitulada “D.ANGELINA”, publicada na Edição n. 169 (ver Colunas anteriores, no final da página), recebi um e-mail e vou reproduzi-lo abaixo, “na íntegra” (sic), conforme solicitação do subscritor, muito embora eu não tenha emitido opinião nenhuma. Apenas adaptei para a Coluna, matéria veiculada no jornal A Região, sem alterar o seu conteúdo.

Aí vai a bronca:

“Meu prezado Zé Arnaldo. Você como pessoa inteligente que é, sabe que em matéria de jornalismo deve-se sempre ouvir o outro lado da história. Não cometa o mesmo erro do Sr. Deusdeth de Paula Rodrigues. Não publique matérias sem pelo menos ouvir o contraditório da outra parte. Para justificar, sem achar que eu deva fazê-lo, pois quem levantou falsas informações sobre o assunto foi você. A única coisa que me cabe no momento lhe informar é que a medida tomada pelo Executivo Municipal não foi em hipótese alguma motivado por motivos políticos, senão vejamos:
1 – Se fosse por motivo político a Meretíssima Juíza, Dra. Maria Cristina de Souza Truglio não teria indeferido o pedido de mandado de segurança feito por parte da instituição sem nem mesmo ouvir a defesa da Prefeitura, o que neste caso como é do seu conhecimento não se faz necessário;
2 – Se fosse por motivo político o Tribunal de Justiça do Estado não confirmaria, após recurso movido pela instituição, a decisão da Meretíssima Juíza da Comarca de Bicas;
3 – Se fosse por motivo político a Prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social, não teria assinado nenhum convênio com a instituição;
4 – Se motivações políticas fossem prerrogativas para que os Administradores Públicos discriminassem qualquer instituição, com certeza o Lar Cristão Paulo de Tarso, que é dirigido pela irmã do antigo Secretário de Governo, não receberia durante o ano de 2005 repasses no valor de R$ 55.000,00.
5 – Não só o Lar Cristão recebeu recursos do município, mas também outras instituições que têm em suas diretorias pessoas ligadas ao grupo político do administrador anterior o que mais uma vez comprova a ausência das motivações alegadas por quem quer que seja;
Eu poderia aqui enumerar outros tópicos para comprovar que a motivação da rescisão do convênio não foi política, mas paro por aqui e só peço a você e a todos os outros que lidam com informação no município de Bicas: OUÇAM O OUTRO LADO, NÃO PARTIDARIZEM AS DISCUSSÕES ADIMINISTRATIVAS, NÃO PUBLIQUEM NEM DIVULGUEM INFORMAÇÕES SEM CONHECER OS VERDADEIROS MOTIVOS DOS ATOS PRATICADOS PELA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL.
ESPERO SINCERAMENTE VER NA ÍNTEGRA ESTA RESPOSTA PUBLICADA NA SUA COLUNA.
No mais, assim como já me coloquei à inteira disposição da Câmara Municipal para dirimir quaisquer dúvidas sobre a Secretaria de Assistência Social, faço o mesmo com você.
Atenciosamente, Aloysio Borges – Secretário de Assistência Social.
PS: cabe ainda informá-lo que a instituição a qual você se refere atende a pouco mais de trinta menores com leite e que todos os que procuraram a Secretaria após a rescisão do Convênio foram atendidos.”

Arquivos
Categorias